opinião

Opinião: “Oeiras é uma vila de emoções fortes”

Leia a crónica exclusiva da designer Ana Olivença para a New in Oeiras.

Ao longo da nossa vida somos influenciados por cores, sons, formas e locais. Todos eles conferem emoções. Umas mais fortes que outras. Emoções que nos definem, que nos ajudam a tomar decisões e a dar rumo à nossa grande jornada que é cada dia da nossa existência — sim, porque eu acredito num dia de cada vez.

Este tema daria pano para mangas. Sou designer e chamo-me Ana Olivença e o que me traz por aqui são 46 anos de emoções a viver em Oeiras. Uma escolha que agradeço em muito aos meus pais, que a fizeram por mim naquela altura e que, quando foi a minha vez de decidir, tudo fiz para dar continuidade e ver crescer esta vila cheia de contrastes.

Oeiras carrega em mim emoções fortes. Desde a cor azul do céu que reflete no mar e no rio, que se convergem e se abraçam junto ao bugio, passando pelas cores quentes que fazem o nascer e o pôr do sol, junto a este pedaço de costa deslumbrante.

Cores carregadas de energia, positivismo, otimismo, que me tiram de casa para caminhar no paredão, para molhar o pezinho na areia, e que até me despertam a criatividade que preciso, enquanto designer, para trabalhar.

A calma que confere o verde aos nossos parques municipais, o ‘oxigénio emocional’ que uma estação agronómica oferece num passeio de fim de tarde, e em contraste com as cores dos seus monumentos históricos.

Monumentos que se enchem de cultura, notas musicais ou declamações de dramaturgos, que não falam de outra coisa a não ser de emoções. Por tudo isto, Oeiras inspira-me — a ser e a dar o melhor de mim.

Ana Olivença.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA