na cidade

Well&Work: no novo cowork de Oeiras além de trabalhar pode fazer ioga ou surf

A ideia é ser-se produtivo, mas sem esquecer o bem-estar dos trabalhadores.
Aqui trabalha-se, mas também há tempo para relaxar.

O ambiente nos escritórios pode ser tudo menos saudável. As pessoas passam o seu dia fechados entre quatro paredes, a respirar o ar condicionado e sem tempo para descontrair um pouco. Muitas vezes isto até prejudica a produtividade, dando lugar apenas a trabalhadores exaustos. 

Com a pandemia Covid-19, as pessoas perceberam que é possível trabalhar a partir de outros locais. O regresso à rotina de sair de casa para ir trabalhar é importante, mas se for perto do lar é ainda melhor. Este é um dos ideais do novo Well&Work, que fica na Rua Marquês da Fronteira, em Paço de Arcos. Este um espaço onde pode trabalhar e ser criativo, mas sem nunca esquecer do bem-estar.

Ben e Julie Reed, 43 e 33 anos, vieram para Portugal à procura de uma vida mais tranquila, onde pudessem trabalhar e ser produtivos, sem pôr em causa a vida familiar e pessoal. Ele trabalhava no ramo imobiliário em Londres e ela era gerente de uma empresa de eventos. “Trabalhávamos em locais onde era esperado que trabalhássemos longas horas e às vezes fins de semana. Ficámos frustrados com o facto de alguns ambientes laborais não serem nada produtivos, onde a ênfase está na presença do trabalhador no escritório e não na sua produtividade”, explica à New in Oeiras Ben Reed, o co-fundador do novo cowork de Oeiras.

Com o nascimento do primeiro bebé, decidiram escolher uma vida diferente. “Podia usar clichés como ‘paraíso à beira mar’ ou ‘concelho global’ mas a verdade é que vivemos aqui porque nos faz sentir bem. Sentimo-nos revigorados todos os dias e é uma honra estar aqui, com a mistura perfeita de cultura, pessoas, praias, sentido de humor e, claro, o nosso pequeno vício pela comida portuguesa”, conta Ben.

O Well&Work quer-se um local de trabalho, mas também onde é cultivado o bem-estar dos membros. Por isso, quando faz um contrato para poder desenvolver as suas ideias neste espaço criativo, pode contar ainda com sessões ioga, surf, SUP, HIIT e muito mais, depende dos meses.

Os criadores do Well&Work.

“Temos balneários para que os nosso membros consigam ser ativos e depois irem logo trabalhar de forma rápida e confortável. Para melhorar ainda mais a experiência de todos, construímos paredes com musgo, temos colunas de som, não usamos plástico e toda a mobília é feita com o reaproveitamento de madeira local”, revela Ben.

Neste espaço de cowork em Oeiras encontra modalidades flexíveis. Há passes de 30 dias, sendo que pode haver semanas de dois dias de trabalho, para quem está só de passagem. Os preços vão desde os 90€ até aos 299€. “Também temos um lounge enorme, uma sala de reuniões e vários escritórios privados”, explica Ben Reed.

Até 2021, Ben e Julie Reed querem abrir mais um espaço Well&Work em Oeiras. “Estamos sempre à procura de locais que fiquem a 5 minutos de uma boa praia e de uma estação de comboios”.

E por que é que continuam a apostar no concelho? Simples. “Achamos que Oeiras é uma região progressiva em termos de tecnologia, custo de vida, a forma como aborda as necessidades das empresas e dos que mais precisam de ajuda”.

O Well&Work funciona de segunda a sexta-feira das 9 às 18 horas. Mas os membros são livres de usarem o espaço a qualquer hora, pois têm a sua própria chave.

Um dos espaços do cowork.
tags: Coworking, novidade nio, oeiras, well&work

outros artigos de na cidade

mais histórias de Oeiras