na cidade

Vem aí uma incrível chuva de meteoros acompanhada por uma Super-Lua

O pico máximo de atividade das Perseidas acontece na noite de 12 a 13 de agosto. Vai ser um espetáculo imperdível.
Imperdível.

As chuvas de estrelas, embora pouco frequentes, são fenómenos naturais que põem milhares de pessoas a olhar para céu. A famosa chuva de meteoros das Perseidas é um dos momentos mais aguardados do ano — pelo menos para quem gosta de astronomia. Se é uma dessas pessoas, tem mesmo de arranjar um ponto de observação privilegiado na noite de sexta-feira, dia 12 de agosto. Será também a última oportunidade para observar a última Super Lua do ano.

As estrelas cadentes surgirão brilhantes devido à influência da Lua (na fase cheia), que atingirá o ponto da sua órbita em que se encontra mais próxima da Terra. Este fenómeno poderá ser visível à 1h36 da madrugada de sexta-feira, se o clima assim o permitir.

Para tornar a madrugada ainda mais especial, à Super Lua junta-se a incrível chuva de estrelas deste verão: as Perseidas, também conhecidas como “Lágrimas de São Lourenço”. Este fenómeno surge graças à passagem da Terra pela órbita do cometa Swift-Tuttle, que deixará um rasto de poeira meteórica que atravessa a nossa atmosfera sob a forma de estrelas cadentes. 

Esta chuva de meteoros decorre desde o dia 17 de julho, mas atingirá o seu pico entre os dias 12 e 13 de agosto, sexta-feira e sábado. Se observar o céu atentamente, poderá ver uma média de 110 meteoros por hora. Os melhores pontos de observação encontram-se longe da poluição luminosa das cidades.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA