na cidade

TOMI: o novo painel interativo de Algés com informação urbana e turística

Foi inaugurado esta terça-feira, 27 de setembro, data em que se celebra o Dia Mundial do Turismo. Já pode utilizá-lo.
O objetivo é facilitar a vida dos municípes.

Esta terça-feira, 27 de setembro, assinala-se o Dia Mundial do Turismo e o concelho de Oeiras quis celebrar a data. Ao longo do dia, há provas de vinho, visitas guiadas e passeios de barco no concelho, tal como a NiO anunciou. Mas há mais uma novidade para conhecer neste dia: chegou um TOMI a Algés. A solução interativa de comunicação e informação urbana e turística foi inaugurada pelo Munícipio de Oeiras e já pode ser utilizada e explorada por todos os munícipes.

Este é um painel interativo que traz informações sobre atividades e pontos de interesse de turismo, cultura, comércio local, serviços públicos, entre outros. Foi pensado para os turistas e habitantes das cidades, com o objetivo de facultar informação útil de forma fácil, rápida e integrada, 24 horas por dia (mesmo quando os postos de turismo ou o café da zona estão fechados e não tem a quem pedir informações). 

Ali encontra notícias, um motor de pesquisa, partilha de eventos em agenda na cidade, informações sobre o comércio local, onde dormir e comer, quais os pontos de interesse nas proximidades, além de avisos e alertas vários e muito mais. Tem ainda informações sobre os transportes e o trânsito, fornecendo respostas rápidas que permitam aos utilizadores encontrar rotas para qualquer destino da cidade, assim como saber quanto tempo vai demorar para chegar e quanto vai custar.

Será este o futuro das cidades? A empresa responsável, acredita que sim. “Cidades mais inteligentes, rápidas e melhores”, pode ler-se no site da marca. O novo equipamento está instalado na Rua Major Afonso Palla, em Algés, no acesso à estação de comboios. As informações estão disponíveis em português e inglês, para servir tanto os munícipes como os turistas que por ali circulem. O objetivo do TOMI é aproximar as cidades das pessoas que nela vivem, trabalham ou simplesmente as visitam.

O aparelho está programado com as tecnologias inclusivas do ‘TOMI For All’, que permitem a sua utilização por todos. O serviço engloba pessoas com mobilidade reduzida que conseguem acesso à informação, uma vez que o ecrã do TOMI se adapta, colocando todos os seus conteúdos na zona inferior, tornando a interação mais fácil.

Para cidadãos cegos ou com visão reduzida, foi desenvolvida uma nova experiência, criando um modo de navegação inovador, podendo ser utilizado de forma autónoma, pois ao tocar no ecrã pode usar o ‘voice guidance’ e o ‘ILOGOistening’. Para pessoas com dificuldades auditivas, foram aplicados, nos equipamentos, vídeos em linguagem gestual, que explicam o modo de utilização do TOMI. 

O TOMI chegou a Lisboa em 2014 e, desde então, teve vários aparelhos espalhados pela capital, em pontos estratégicos como, por exemplo, estações de metro. O equipamento está presente em cerca de 100 cidades portuguesas, de norte a sul do País, incluindo nos Açores, com 200 equipamentos instalados, segundo pode ler-se no site oficial da empresa. 

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA