na cidade

“Plástico à Vista”: o projeto de Oeiras que ensina aos miúdos os riscos da poluição no mar

O plástico recolhido vai ser exposto pelas escolas, ao mesmo tempo que vai ser explicado como o reciclar ou transformar em novos materiais. 
Miniestação do projeto.

O município de Oeiras tem proporcionado várias iniciativas que relembram a importância de resolver o problema da poluição, principalmente a que está presente nos oceanos. Têm sido criadas instalações artísticas com plástico, exposições e, a mais recente ideia, tratava-se de uma miniestação itinerante de transformação de resíduos.

Nos dias 16, 17 e 18 de setembro, a miniestação passou pela Praia de Paço de Arcos, pela Praia de Caxias e pelo Jardim de Santo Amaro de Oeiras, respetivamente. Foram recolhidos pedaços de plástico que, nos próximos tempos, vão estar expostos pelas escolas no sentido de sensibilizar os mais novos para este problema e partilhar algumas soluções.

O objetivo deste projeto é mostrar como há formas de ajudar a resolver o problema da poluição dos mares, a partir de práticas simples como reciclar plástico no ecoponto amarelo para que o plástico ganhe um novo propósito.

O “Plástico à Vista” está enquadrado com as ações promovidas no âmbito das Bandeiras Azuis, símbolo de qualidade que foi atribuído, pelo segundo ano consecutivo, a todas as praias do concelho. “Esta distinção significa que a praia galardoada apresenta um conjunto de serviços de qualidade e excelência promovidos pela entidade gestora e que são assegurados de forma contínua o que transmite aos seus utilizadores um grau de confiança superior ao das praias não galardoadas”, explica o site da Câmara Municipal de Oeiras. 

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA