na cidade

Os leitores da NiO decidiram: esta é a freguesia de Oeiras com as iluminações de Natal mais bonitas

Oito zonas do concelho foram a votos durante uma semana. A luta foi renhida mas já temos um vencedor.
Como não gostar?

Todos os anos, o município de Oeiras instala e acende as luzes de Natal pelas várias freguesias muito mais cedo do que qualquer outro concelho. É o brilho especial do azul, do verde, do vermelho e do amarelo que nos prepara para esta quadra e nos dá um certo aconchego, principalmente depois destes dois anos atípicos marcados pela pandemia. No mês passado, mais precisamente a 11 de novembro, as ruas ficaram iluminadas e os oeirenses ganharam mais um motivo para ficarem felizes. 

A verdade é que o Natal é uma época adorada por muitos e isso suscitou-nos a curiosidade: qual é, na opinião dos nossos leitores, a freguesia de Oeiras com as luzes de Natal mais bonitas? A lista incluiu oito zonas do município: Queluz de Baixo, Oeiras, Paço de Arcos, Carnaxide, Porto Salvo, Algés, Barcarena e Miraflores. 

A votação começou no passado dia 2 de dezembro e os votos foram contados esta quarta-feira, dia 8. A luta foi renhida, mas já sabemos as zonas que ocupam o primeiro, segundo e terceiro classificados. 

No topo do pódio e, portanto, conquistando o primeiro lugar ficou Paço de Arcos com 20 por cento dos votos. “A vila mais charmosa de Portugal” tem este nome devido ao Palácio dos Arcos, chamado de “paço” pelos seus habitantes, pois era aqui que D. Manuel I ficava hospedado várias vezes. Conhecida pelas diversas opções a nível de comércio, hotelaria e restauração, esta zona é também muito marcada pela enorme presença empresarial. Paço de Arcos tornou-se numa localidade de referência fora e dentro do concelho de Oeiras e é, hoje em dia, uma verdadeira mostra do investimento da autarquia no município. 

Madalena Castro, presidente da União de Freguesias de Oeiras e São Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias, reagiu à notícia esclarecendo que “a alegria e o espírito de comunidade que as decorações de Natal proporcionam na charmosa Vila de Paço de Arcos estão refletidos na votação vencedora e são um grande orgulho para nós enquanto órgãos de gestão desta União de Freguesias”. Para além disso, a presidente acrescentou um facto importante: “As iluminações de Natal promovem sempre o comércio local e são um incentivo à circulação e à fruição do espaço público”. 

Em segundo lugar ficou Barcarena, recolhendo 18 por cento dos votos. Este é um dos cantos de Oeiras que tem muita história para se conhecer. Sendo uma povoação com mais de cinco mil anos, tem ainda hoje monumentos da Idade do Cobre. É em Leceia que vai encontrar um antigo povoado constituído pelas Grutas do Carrascal e, logo ao lado, uma das estações arqueológicas mais importantes de Portugal.

Foi em 1914 que começaram as escavações nesta área, levando à descoberta das principais atividades do povoado que aqui vivia, como por exemplo a agricultura, a pesca e a cerâmica. Em Barcarena, fica a conhecida Fábrica da Pólvora, um dos núcleos de cultura mais importantes do concelho. Funcionou enquanto fábrica de armamento entre 1540 e 1940 e é atualmente um local de constante visita pelo espetáculos que ali acontecem.

O lugar no top 3 é merecido.

Resta o terceiro lugar para completar o pódio. Os leitores decidiram que Oeiras merecia 16 por cento dos votos pelas suas bonitas luzes de Natal. O centro de Oeiras está iluminado por completo com bolas vermelhas no Largo da Igreja, as decorações na Câmara Municipal e as estrelas penduradas nas varandas dos oeirenses ao longo da rua principal. Espalhadas pelo Fórum Oeiras, estão bolas natalícias, ideais para tirar fotografias e beber um chocolate quente. Ficando entre o rio Tejo, Sintra, Cascais e Lisboa, este concelho tem um espírito e beleza diferentes, principalmente nesta época festiva. É ali, bem no centro do concelho, que tudo acontece, como por exemplo o Magusto, os mercados de Natal e os festivais. Quando não os há, pode sempre ir jantar fora numa das ruas estreitas e bonitas de Oeiras. 

Esta iluminação encontra-se no Fórum Oeiras.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA