na cidade

Oeiras investe mais de meio milhão de euros na limpeza das linhas de água

Serviços da Câmara Municipal identificaram 82 hectares que precisam de manutenção urgente.
Ficou tudo limpo.

As linhas de água do concelho de Oeiras são muitas vezes os locais ideais para que espécies invasoras, como as canas, se instalem. Isto até pode parecer pouco grave, mas o certo é que põe em causa os ecossistemas e prejudica a saúde pública.

Ora, perante este cenário, o Município de Oeiras identificou cerca de 82 hectares com este problema e era urgente uma solução. Por isso, está a proceder à limpeza e manutenção regular das linhas de água do concelho, para controlar esta vegetação invasora.

A Câmara Municipal de Oeiras entendeu que tinha de aumentar a capacidade de resposta e recorreu à contratação de serviços externos. Esta prestação, na modalidade de fornecimento contínuo, representa um investimento municipal na ordem dos 550 mil euros.

Os trabalhos de limpeza iniciaram-se no passado dia 19 de fevereiro, na Ribeira de Barcarena, junto à Fábrica da Pólvora, por se tratar de um local com um elevado grau de invasão por arundo donax – conhecida por cana.

Além da desmatação foi feita a poda de algumas árvores que se encontravam a perturbar o normal fluxo do curso de água, removeram resíduos indiferenciados, efetuada a recolha, destroçamento (no caso dos resíduos vegetais) e ensacamento dos materiais.

A área desmatada desde o início da prestação do serviço é de 18 842 metros quadrados. E já possível ver a beleza natural da Ribeira de Barcarena, no troço entre Fábricas no interior do Complexo da Fábrica da Pólvora.

tags: animais, barcarena, biodiversidade, Câmara Municipal de Oeiras, fábrica da pólvora de barcarena, oeiras, plantas

outros artigos de na cidade

mais histórias de Oeiras