na cidade

Oeiras celebra Dia de África este sábado com música, dança, comida e poesia

Conheça a programação completa que a Livraria-Galeria Municipal Verney preparou. A entrada é livre.
Não vão faltar ritmos africanos.

O Dia de África é celebrado anualmente a 25 de maio. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1972, pois foi nesse dia que, em 1963, se criou a Organização de Unidade Africana, na Etiópia (líderes de 30 dos 32 estados africanos independentes assinaram uma carta de fundação) com o objetivo de defender e emancipar o continente africano. Em 2002 foi substituída pela União Africana, mas a celebração da data manteve-se. 

Este dia recorda, assim, a luta pela independência e simboliza o desejo de um continente mais unido, organizado, desenvolvido e livre. A data é celebrada em vários países de África, mas também pelos africanos e afrodescendentes espalhados pelo mundo. Em Portugal, não é diferente e há diversas iniciativas que todos os anos são feitas para assinalar este dia.

Em Oeiras, é já tradição a Livraria-Galeria Municipal Verney criar um programa recheado de atividades comemorativas. Apesar de o Dia de África ser esta quinta-feira, 25 de maio, o espaço escolheu celebrá-lo no sábado, dia 27, para que todos possam participar.

O dia começará com uma sessão de contos africanos, realizada de forma original. “Com partida da Biblioteca Municipal de Oeiras, aproveitando o tempo primaveril, far-se-á um passeio pedestre até à Livraria Municipal Verney, sempre acompanhados pelas histórias tradicionais africanas que os Contabandistas têm para nos contar”, refere a organização. A iniciativa é destinada a miúdos entre os cinco e os 12 anos, acompanhados por um adulto. A partida faz-se às 11 horas e caso queira participar deve inscrever-se através do número de telefone 214 408 329 ou do email livraria.verney@nulloeiras.pt.

As celebrações continuam na parte da tarde, já na Livraria-Galeria Verney. Às 14h30 haverá uma sessão de poesia, onde serão declamados poemas de autores da lusofonia, por Daniel Nunes. O evento é realizado em parceria com a Luchapa Associação Cultural. 

Segue-se a apresentação musical do Grupo de Batucadeiras Vitória Pila Cana, às 16 horas, que seguindo o ritmo dos batuques vão animar o público. Às 16h45 é hora do workshop de kizomba com o professor Osvaldo Magalhães. Pelo facto de o espaço ser limitado, esta atividade implica uma inscrição prévia que pode fazer para o número 214 408 329 ou para o email livraria.verney@nulloeiras.pt.

A partir das 18 horas será feita uma degustação de moamba, prato típico de Angola, que vai conquistá-lo pelos sabores fortes e tradicionais daquele país, acompanhada de música africana, para o dia acabar em festa. A participação é livre, só tem que aparecer (à exceção das atividades que implicam inscrição) e levar boa disposição. 

Este artigo foi escrito em parceria com a Câmara Municipal de Oeiras.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA