na cidade

Metro de superfície vai mesmo chegar até Oeiras

Câmaras Municipais estão unidas para aumentar a cobertura deste transporte público a várias zonas.
O metro de superfície.

Parece que vai mesmo avançar o metro de superfície até ao concelho. As Câmaras Municipais de Oeiras, Lisboa e Loures vão votar a aprovação de um protocolo de cooperação entre estes municípios, o Metropolitano de Lisboa e a Carris, para desenvolvimento deste projeto entre Alcântara e Cruz Quebrada e entre Santa Apolónia e Sacavém. 

Para esta empreitada está previsto um investimento de 490 milhões de euros. O protocolo que vai a votos esta semana, tem como objetivo o planeamento e a forma de concretização do projeto “LIOS, Linha Intermodal Sustentável” nas suas várias vertentes técnicas, ambiental, financeiras e operacionais.

Num comunicado conjunto das autarquias a que a New in Oeiras teve acesso informa que os municípios “pretendem assegurar uma ligação rápida e estruturante de transporte público pesado entre as respetivas zonas ribeirinhas e os principais interfaces em Lisboa, por forma a melhorar a conectividade dos seus territórios e implementar novos corredores de transporte coletivo assentes na extensão da linha de elétrico 15, atualmente explorada pela CARRIS”. 

A concretizar-se, a nova linha vai permitir a estruturação do território de Alcântara, Ajuda, Belém, Algés, Linda-a-Velha, e Cruz Quebrada/Dafundo, bem como o corredor Santa Apolónia — Gare do Oriente, e Gare do Oriente — Moscavide, Portela, Sacavém, criando ainda um corredor chave em toda a extensão da freguesia do Parque das Nações.

Esta linha terá 24,4 quilómetros e estará ligada às linhas ribeirinhas, de elétrico e de comboio da Linha de Cascais e Linha do Norte, e ainda será feita a expansão da linha vermelha do Metropolitano de Lisboa em Alcântara.

As autarquias querem ainda implementar, sempre que possível, corredores dedicados a modos ativos, pedonal e em bicicleta, paralelos aos corredores de transporte público estruturante que vierem a ser feitos.

O desenvolvimento desta linha está a ser articulada com o Governo porque isto implica um conjunto mais vasto de investimentos em infraestruturas de transporte na Área Metropolitana de Lisboa, que visam aumentar a coesão do território na área metropolitana.

tags: lisboa, loures, metro, metro de superfície, oeiras, transportes públicos

outros artigos de na cidade

mais histórias de Oeiras