na cidade

Já foi inaugurada a nova praça em Queijas

O projeto insere-se num conjunto de ações de requalificação previstas para a zona.
A área foi totalmente renovada.

Cada recanto do concelho de Oeiras é rico em história e tradição. O que não faltam são sítios para conhecer e um deles é Queijas, a localidade oeirense que existe desde o tempo dos povos romanos. Sabe-se pouco sobre esta parcela do município mas segundo registos históricos, Quejas tinha apenas 148 habitantes no ano de 1865, que se dedicavam à agricultura e ao gado. A qualidade dos solos era extraordinária para a produção agrícola e isso fez com que abastecesse grande parte da atual cidade de Lisboa. 

O nome dado a esta parte do território pode induzir muitos em erro, pois em nada tem a ver com a produção de queijadas. Não se sabe a origem desta denominação, mas a verdade é que não tem qualquer tipo de relação com este produto da doçaria portuguesa. 

A verdade é que a recuperação de Queijas tem sido uma prioridade da Câmara Municipal de Oeiras e foi nesse sentido que o presidente da autarquia, Isaltino Morais, investiu na requalificação da conhecida Praça de São Miguel. Situada no centro da localidade, esta zona é muitas vezes escolhida pelos oeirenses que ali residem para pôr a conversa em dia. Por isso foi criado um espaço urbano confortável e multifuncional muito mais apelativo. A inauguração foi conduzida por Isaltino Morais decorreu na passada terça-feira, 11 de janeiro.

A inauguração da nova praça em Queijas.

Esta requalificação desenvolveu-se entre o primeiro e o quarto trimestre de 2021 e representou um investimento municipal de cerca de 412 mil euros. Agora, o largo que se encontra entre o mercado e a Igreja Paroquial, já pode ser visitado pela população do concelho. O muro que delimita a praça tem a função de banco e foram criadas novas ligações em rampa ao jardim do lado, bem como para a entrada principal do Mercado para garantir uma circulação adaptada a todos. 

Esta intervenção está integrada num conjunto de ações de requalificação do núcleo antigo de Queijas, que inclui o futuro investimento de reabilitação da Casa de Dom Miguel, sendo que esta é tradicionalmente conhecida como a casa onde este monarca se instalava quando se deslocava a Queijas para caçadas. Sabe-se que os planos para este monumento passam pela criação de um alojamento para professores e a construção de um estabelecimento de restauração.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA