na cidade

Isaltino Morais ativa estado de alerta de emergência municipal

A entrada de pessoas no concelho vai ser controlada. Todos os que se dirijam para Oeiras têm de avisar a junta de freguesia e ficar de quarentena.
Atenção, fique em casa.

O Presidente da Câmara de Oeiras, Isaltino Morais, declarou o alerta de emergência municipal e ativou o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil para combate à covid-19. Estas medidas estão em vigor enquanto estiver declarado o estado de emergência nacional. Ou seja, pelo menos até quinta-feira, às 23h59.

E o que é que isto significa? Há medidas muito mais apertadas para evitar o contágio pelo novo coronavírus. Esta decisão surge na sequência da audição da Comissão Municipal de Proteção Civil.

“Considerando o período de férias da Páscoa, bem como, o encerramento de muitas atividades e serviços, implicando o turismo, determina-se que as pessoas vindas de um país estrangeiro ou de outro concelho devam dar conhecimento da sua chegada na junta de freguesia”, declara Isaltino Morais, num comunicado enviado às redações.

O Município adianta ainda que as pessoas que chegam de fora do concelho “devem manter-se em casa em isolamento preventivo (profilático) ou quarentena, pelo período mínimo de 14 dias, conforme indicações da Direção-Geral da Saúde, devendo em caso de sintomas pela mesma referenciados, contactar a Linha Saúde 24 (808 24 24 24)”.

Foi criado Posto de Comando Operacional Municipal, que funciona no edifício dos Serviços Municipais de Proteção Civil de Oeiras, e está sob a coordenação do Presidente da Câmara Municipal e do Coordenador Municipal de Proteção Civil, da Vereadora do pelouro da Proteção Civil, dos representantes da Saúde Pública e das Unidades de Saúde do Concelho de Oeiras, dos Bombeiros Voluntários, da PSP, da Polícia Municipal e do Instituto da Segurança Social.

E é esta estrutura vai coordenar e definir medidas urgentes nesta fase de emergência, como o apoio social e psicológico, à população afetada e minimização ou contenção da propagação da epidemia.

Será também este posto de comando que irá garantir o “funcionamento de empresas, de serviços de restauração e hotelaria, transportes e outras atividades essenciais à contenção da doença e à vivência individual e coletiva, bem como, o contacto e coordenação com todas as instituições particulares, empresariais ou autárquicas, e, ainda, um quadro de comunicação com a Comunidade, com vista à realização do objetivo do Plano de Emergência”.

A Câmara Municipal de Oeiras e as Juntas de Freguesia têm andado a desinfetar as ruas do concelho, desde o dia 19 de março de 2020.

As ruas estão a ser lavadas com uma solução de água e lixívia.

Foi feito um investimento extra de um milhão de euros no Serviço Nacional de Saúde. Foram comprados 43 ventiladores; 2400 peças de vestuário hospitalar; 90 seringas elétricas; 500 fatos de proteção; 140 óculos de proteção; 50 mil máscaras, e diverso material informático e telecomunicações.

No Centro de Dia da Santa Casa da Misericórdia de Oeiras, em Paço de Arcos, está a ser posto em prática um sistema de acolhimento de pessoas em situação de sem-abrigo, garantindo alojamento, higiene pessoal, alimentação e medicação, através da colaboração do IDEQ — Instituto De Prevenção E Tratamento Da Dependência Química e Comportamentos Compulsivos.

Estão a ser dadas refeições diárias aos profissionais das funções essenciais e trabalhadores municipais e freguesias de serviço. E foi também criada uma linha de apoio psicológico para todos os munícipes.

Os profissionais de saúde estão a ser acolhidos para poderem repousar, sem terem de ir a casa. E ainda é feito o acolhimento a profissionais de funções essenciais para quarentena ou tratamento (em situações menos graves, mas com devido acompanhamento).

Os supermercados têm um horário prioritário aos profissionais essenciais.

Já há um sistema de testes de infeção por covid-19, com capacidade de atendimento diário para 100 oeirenses, no Palácio Anjos, Algés, em parceria com a Clínica Joaquim Chaves, e diariamente a 30 profissionais municipais, das freguesias, PSP, Bombeiros e Policia Municipal, em parceria com o laboratório SINLAB.

As viaturas da Câmara Municipal, VIMECA, dos Bombeiros, da PSP, da Polícia Municipal, da Proteção Civil estão a ser desinfetadas diariamente num total de 350 viaturas. E foi dado desinfetante às empresas de Táxis e viaturas funerárias do concelho.

As praias do concelho foram condicionadas para proteção de todos e foram suprimidos todos os pagamentos à superfície.

Os serviços municipais e todos os seus trabalhadores estão a ser mobilizados para as ações imprescindíveis às atividades de Proteção Civil, seja da Câmara Municipal, juntas de freguesia, Bombeiros Voluntários, PSP ou Policia Municipal. 

tags: Câmara Municipal de Oeiras, coronavírus, covid-19, estado de alerta municipal, isaltino morais, oeiras, proteção civil

outros artigos de na cidade

mais histórias de Oeiras