na cidade

Há uma nova exposição ligada ao surf para ver no Oeiras Parque

“Surf Art” junta artistas plásticos e surfistas. Está patente no segundo piso do centro comercial até ao final de junho.
Há nove pranchas com pinturas originais de street artists.

Se gosta de surf, de artes plásticas e tem preocupações ambientais, não pode deixar de visitar a exposição que inaugurou na passada quinta-feira, dia 12 de maio, no segundo piso do centro comercial Oeiras Parque.

A mostra divide-se em três núcleos. Num deles é possível observar uma coleção de fotografias dos melhores momentos de surf de atletas portugueses de várias gerações, desde os mais consagrados aos mais novos, assim como informações sobre o seu percurso. Afonso Antunes, Frederico Morais, Mafalda Lopes, Teresa Bonvalot, Tiago Pires, Vasco Ribeiro e ainda Nuno Vitorino, como atleta representante do surf adaptado, são os protagonistas desta parte da mostra.

Na zona central, estão expostas nove pranchas com pinturas originais e exclusivas, realizadas por reconhecidos street artists, tais como Daniel Eime, Gonçalo MAR, Half Studio, Miguel RAM, Pantónio, Slap SkTr, Vanessa Teodoro e Vile e também da artista visual e ilustradora portuguesa, Kruella d’Enfer, embaixadora deste projeto.

Na área dedicada ao ambiente está exposta uma prancha feita com lixo proveniente de praias portuguesas. A obra de arte, propriedade da marca Barbeau, é uma intervenção do artista Bruno Costa, que encara a arte como um meio para consciencializar a população sobre a poluição marinha.

Prancha feita a partir de lixo apanhado nas praias portuguesas.

“Surf Art” oferece aos visitantes a possibilidade de verem ao vivo as pranchas de competição de atletas de renome, como Tiago Pires e Nuno Vitorino e duas pranchas sustentáveis, feitas a partir de cortiça, da autoria de LaCrAu — uma réplica da prancha produzida para o surfista Garret MacNamara, com a qual surfou o canhão da Nazaré e um protótipo de alta performance. Os visitantes poderão ver também, no primeiro piso, a prancha com que o surfista Nic Von Rupp costuma surfar as ondas gigantes da Nazaré.

À New in Oeiras, Miguel Fontão, diretor-geral do Oeiras Parque, sublinhou a importância de o shopping se associar a este tipo de iniciativas. “Para nós, esta associação com o surf era algo que fazia todo o sentido já há algum tempo, porque o surf é um símbolo daquilo que é o estilo de vida da linha, um desporto associado à natureza e à sustentabilidade. E o Oeiras Parque, enquanto shopping da linha, quer também reforçar o seu posicionamento e estar associado a estes elementos. Já o ano passado fizemos uma campanha de recolha de lixo nas praias de Oeiras, que teve depois uma exposição de obras de arte aqui também no centro. Queremos continuar envolvidos e associados a este tipo de iniciativas”.

Esta é uma exposição única sobre o desporto aquático, com o apoio da Federação Portuguesa de Surf, da artista Kruella d’Enfer e com curadoria da State of the Art.

Há ainda uma surpresa para os amantes de surf. Será realizado um passatempo, onde pode concorrer a uma prancha de competição Pyzel Surfboard, usada pelo atleta Nic Von Rupp na Praia Grande, em Sintra, onde costuma surfar. O passatempo vai decorrer na conta de Instagram do surfista entre os dias 19 e 31 de maio. O resultado será divulgado a 2 de junho, quinta-feira.

A exposição “Surf Art”, presente no segundo piso do Oeiras Parque, pode ser visitada até dia 30 de junho, entre as 10 e as 23 horas, no shopping que fica na Av. António Bernardo Cabral de Macedo, em Oeiras.

Pode ver uma coleção de fotografias de surfistas nacionais.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA