na cidade

Há duas freguesias de Oeiras entre as 10 melhores da Grande Lisboa

Foram divulgados hoje os resultados de um estudo, que perguntou a mais de duas mil pessoas quais as freguesias que oferecem melhores condições aos seus habitantes. 

Oeiras é um dos melhores locais para viver.

Oeiras é um dos dos melhores locais para viver na Grande Lisboa. A conclusão é de um estudo de um portal imobiliário, que identificou as 10 melhores freguesias da Grande Lisboa para viver, e que coloca a Freguesia de Porto Salvo e a União das Freguesias de Oeiras e São Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias na lista das melhores classificadas, entre as 67 freguesias existentes em toda esta área. 

No estudo do Imovirtual foram entrevistadas mais de duas mil pessoas dos vários que compõem a grande Lisboa, nomeadamente Amadora, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Odivelas, Oeiras, Sintra e Vila Franca de Xira. Os inquiridos avaliaram as freguesias em 12 critérios diferentes, numa escala de 1 a 5: Segurança, Limpeza, Qualidade do ar, Silêncio, Transportes Públicos, Lojas e Restaurantes, Espaços de Lazer, Estabelecimentos de Ensino, Espaços de Saúde, Custo de Vida em geral, Acessos e Estacionamento.

Apurados os resultados, as duas freguesias do concelho de Oeiras destacaram-se — Porto Salvo ficou em 4.º lugar, com uma nota global de 4,17 e a União das Freguesias de Oeiras e São Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias ocupa o 8.º posto, com 4,08 pontos – na lista que mostra as freguesias que os habitantes mais valorizam e onde também estão presentes as freguesias do Parque das Nações, Ericeira, Mafra, Moscavide e Portela, São João das Lampas e Terrugem, Alvalade, Cascais e Estoril e a do Areeiro.

De acordo com os dados do estudo, os três fatores avaliados que, no geral foram melhor classificados, foram a Segurança, Acessos e Lojas e Restaurantes.

O ranking das melhores freguesias para viver na Grande Lisboa fica assim definido:

1.º – Parque das Nações (4,38)

2.º – Ericeira (4,28)

3.º – Mafra (4,19)

4.º – Porto Salvo (4,17)

5.º – Moscavide e Portela (4,13)

6.º – São João das Lampas e Terrugem (4,10)

7.º – Alvalade (4,09)

8.º – Oeiras e São Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias (4,08)

9.º – Cascais e Estoril (4,06)

10.º – Areeiro (4,05)

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA