na cidade

Ginásios podem abrir já a partir de segunda-feira — e têm novas regras

A decisão da reabertura foi tomada em Conselho de Ministros, esta sexta-feira, 29 de maio.
Vai ser diferente.

Pelo menos até dia 4 de junho os centros comerciais da zona da Grande Lisboa vão permanecer fechados. Os ginásios vão poder abrir já a partir de segunda-feira, dia 1, mas com regras apertadas de higiene e segurança. Estas decisões foram tomadas em Conselho de Ministros, esta sexta-feira, 29 de maio.

O primeiro-ministro, António Costa, garante que a reabertura destes espaços será feita “de acordo com as normas definidas pela Direção-Geral da Saúde”, que fixou regras específicas de interdição de uso de balneários.

Algumas horas após o anúncio da reabertura dos ginásios, a DGS emitiu um conjunto de medidas que estes espaços vão ter de adotar. Entre elas, está a criação e implementação de um plano de contingência próprio para a Covid-19. Além disso, devem ser fornecidos todos os equipamentos de proteção individual necessários aos funcionários.

Saiba quais são as novas regras nos ginásios:

— Devem ser colocados dispensadores de solução desinfetante junto às receções, entradas e saídas das casas de banho, salas ou espaços de atividade física ou lazer;

— Tem de haver um distanciamento de pelo menos dois metros entre pessoas em contexto de não realização de exercício físico;

— Garantir o distanciamento de três metros entre pessoas durante a prática de exercício físico;

— As aulas e os treinos devem ser marcados preferencialmente online;

— O uso de máscara é obrigatório para funcionários, exceto durante as aulas que impliquem a realização de exercício físico;

— Uso obrigatório de máscaras por parte dos clientes à entrada e saída das instalações, sendo dispensado o uso durante a realização de exercício físico;

— O acesso aos espaços de exercício físico e de massagem tem de ser controlado para evitar aglomerados;

— Tem de haver marcações de lugares no chão, para garantir o distanciamento;

— O número de participantes nas aulas de grupo tem de ser reduzido, para garantir o distanciamento de três metros entre praticantes;

— Não pode haver aulas de grupo para grávidas, idosos, ou pessoas com doenças crónicas, pelo risco acrescido que estas populações parecem apresentar;

— Os espaços devem ser ventilados durante pelo menos 20 minutos e tem de ser feita a limpeza e higienização dos espaços e equipamentos utilizados entre sessões;

— No caso das piscinas, entre outros procedimentos, deve ser realizada a limpeza e desinfeção, substituindo a água e procedendo-se à cloragem (ou outro tipo de desinfeção química). A água deve ser testada regularmente e os utilizadores devem higienizar as mãos à entrada;

— Os ginásios devem ter o registo, devidamente autorizado, dos funcionários e utilizadores (nome e contacto telefónico), que frequentaram os espaços de prática de atividade física (sejam infraestruturas ou espaços de ar livre), por data e hora (entrada e saída), para efeitos de eventual vigilância epidemiológica;

— É proibido o contato físico quer entre técnicos, funcionários e praticantes, quer entre os praticantes (exceto em situações de emergência);

— Deve ser evitado o uso de equipamentos com superfícies porosas (como alguns tipos de colchões, etc.);

— A utilização de balneários não é permitida, sendo que os praticantes devem procurar alternativas.

tags: coronavírus, covid-19, direção-geral da saúde, fitness, ginásios, oeiras

outros artigos de na cidade

mais histórias de Oeiras