na cidade

Fim de recolher obrigatório e restrições horárias pode estar para breve

Luís Marques Mendes revelou na SIC que estas serão algumas das medidas propostas pelos peritos nas reuniões com o Governo.
O alívio foi anunciado por Luís Marques Mendes.

As reuniões desta semana entre governo, peritos e o Infarmed podem ditar para breve o alívio de algumas restrições em Portugal, como o recolher obrigatório ou os horários de fecho dos restaurantes e das salas de espetáculos. Quem o diz é Luís Marques Mendes, conselheiro de Estado, no seu habitual comentário aos domingos na SIC.

Referiu mesmo que é “quase certo” que terminem, mas que em vez disso, poderão passar a ser exigidos os certificados de vacinação em situações que até agora não se verificava. “A ideia é apostar cada vez mais na testagem e vacinação, nos certificados Covid”, explicou na SIC, aqui citado pelo “Expresso”.

Desta forma, pode deixar de existir uma limitação nos horários, mas para se entrar em restaurantes e salas de espetáculos poderá passar a ser exigido o certificado de vacinação. Luís Marques Mendes disse que esta será uma proposta que será apresentada por especialistas no Infarmed esta terça-feira, 27 de julho, na reunião com o Governo.

“Podem acabar as decisões de restrições em função da incidência, concelho a concelho”, continuou. Este alívio poderia começar já a ser sentido durante o mês de agosto.

O comentador e conselheiro de Estado explicou ainda que não existe uma decisão sobre a vacinação de menores entre os 12 e os 15 anos. Também afirmou que não existe uma decisão sobre uma terceira dose das vacinas, com vista um reforço da imunidade.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA