na cidade

Estas casas de campo a uma hora de Oeiras são o spot ideal para relaxar no feriado

O Artvilla, no Cadaval, pode ser uma boa opção para quem quer fugir da confusão das cidades e descansar num ambiente de turismo rural.
Um ambiente acolhedor.

A vista do terraço para a encosta da Serra de Montejunto é o primeiro alerta do que se vai ali encontrar: um espaço tranquilo, com ambiente familiar e que garante estar longe da agitação da cidade. O Artvilla, situado no Cadaval, é um alojamento de turismo rural, com casas de campo que privilegiam o conforto e convidam a momentos de lazer e contemplação. 

O bom tempo que se faz sentir no início do outono, é convidativo a que muitos portugueses aproveitem para mudar de ares e fazer uma escapadinha. O feriado que se aproxima, dia 5 de outubro, celebração da Implantação da República, permite fazer ponte e ganhar umas mini férias. Para aproveitar o tempo ao máximo, convém não ir para muito longe de casa. O Artvilla fica a uma hora de Oeiras, numa zona de campo, e é a distância que precisa para desligar do stress do dia a dia. 

Este conjunto de casas de campo é um projeto familiar, desde os proprietários, Joaquim Carvalho e Maria do Céu, à arquiteta, Catarina Carvalho, filha dos mesmos, que conta: “Desde o primeiro risco ao último prego na parede, tudo foi feito em família”.

A história do Artvilla começa a desenhar-se em 1995, quando os atuais proprietários, naturais do Cadaval, compraram uma propriedade que pertencia ao avô de Maria do Céu. A vontade era de manter o património. Perceberam depois que havia uma outra propriedade, separada praticamente só por um muro, que acabaram também por adquirir. O bichinho da hotelaria já estava presente, porque sempre gostaram de receber pessoas e começaram a pensar que o novo espaço podia ter essa finalidade.

As obras começaram em 2009 e duraram quase três anos. A ideia era recuperar todas as quatro casas que fazem parte da propriedade, mantendo alguns dos traços originais. “Pretendia-se que o espaço mantivesse as raízes mas que fosse muito agradável, como um refúgio”, explica Catarina. O principal objetivo era recuperar o património mas adaptando-o à realidade atual, isto é, aliar vestígios de ruralidade com traços da modernidade.

O Artvilla abriu ao público em 2012, com uma capacidade máxima de 30 pessoas. As quatro casas são independentes e todas diferentes entre si. Têm nomes que remetem aos espaços que antes representavam: a Casa do Forno, a principal do espaço, com quatro quartos duplos e uma suite; a Adega, com uma sala, um quarto, casa de banho e uma kitchenete; a Padaria, transformada em dois estúdios que podem ou não comunicar; e o Moinho, um apartamento T1 com dois pisos e um terraço privativo. 

O Artvilla tem ainda um pátio interior que une todas as casas, como se fosse uma pequena vila. É ali que está integrada uma pequena piscina, de que os hóspedes podem desfrutar, e ainda uma churrasqueira. 

O espaço oferece serviço de pequeno-almoço buffet, por um valor extra. Quanto a outras refeições, só com encomenda prévia. O preço por uma noite no Artvilla vai diferenciar dependendo do tipo de alojamento escolhido. Nesta época, tem opções desde 75€ a 100€ (estadia standard) por noite ou de 95€ a 120€ (com pequeno-almoço). Pode fazer as reservas diretamente no site do Artvilla. 

Além dos alojamentos individuais, o espaço pode ainda ser alugado com exclusividade, caso queira realizar lá um evento. As salas existentes em algumas das casas são espaços apropriados para reuniões, workshops, exposições ou outros eventos, segundo os proprietários. 

Carregue na galeria para ficar a conhecer melhor o Artvilla.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Largo Nossa Senhora da Conceição 3, Vila Nova

    2550-077 Cadaval
ESTILO
turismo rural
PREÇO MÉDIO
Entre 50€ e 100€
AMBIENTE
rural

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA