na cidade

Dolce Vita de Miraflores está à venda por mais de 5 milhões de euros

O centro comercial foi declarado insolvente no início do ano. No concelho, há ainda ainda outro espaço que custa 1,45 milhões.
Pertencem ao grupo Chamartín.

Em Oeiras há dois centros comerciais da rede Dolce Vita à venda: o de Miraflores e o de Linda-a-Velha. No início de 2018, o banco espanhol Abanca — principal credor das sociedades que detêm os shoppings, pediu insolvência destes juntamente com o de Ovar. Estes três espaços estão à venda por 15 milhões de euros, avança o “Jornal de Negócios”.

Inaugurado em 2002, o Dolce Vita de Miraflores foi o primeiro centro comercial desta rede em Portugal. Com 48 lojas e quatro salas de cinema NOS, foi avaliado em 10 milhões de euros há um ano, está à venda por 5,4 milhões. O Central Park, em Linda-a-Velha, inaugurado em 2007, tem 37 lojas distribuídas em dois pisos. Foi avaliado em 5,5 milhões de euros e posto no mercado por 1,45 milhões.

Estes dois centros comerciais de Oeiras foram colocados no mercado em conjunto com o de Ovar, que está à venda por 8,3 milhões de euros.

A rede Dolce Vita tem sido alvo de processos de venda desde que a espanhola Chamartín — que tinha adquirido os espaços ao grupo Amorim — faliu. O Dolce Vita Tejo (que agora se chama UBBO), por exemplo, em 2015 foi vendido à norte-americana Baupost e à britânica Eurofund por 170 milhões de euros. Três anos depois, foi revendido por 230 milhões à AXA seguros.

tags: Central Park, centro comercial, Dolce Vita de Miraflores, linda-a-velha, oeiras