na cidade

Câmara de Oeiras vai suspender taxas de esplanadas até ao final 2021

A ideia, que será apresentada na próxima reunião do executivo, tem como objetivo ajudar a dinamizar a economia local.
A proposta ainda vai a votos.

Numa altura em que se fala na recuperação da economia nacional, a Câmara Municipal de Oeiras vai apresentar uma proposta para isentar ocupação do espaço público até dezembro de 2021. Quer isto dizer que, caso tenha voto favorável na reunião do executivo, a restauração local não vai ter de pagar taxa das esplanadas. 

A notícia, avançada pela “Lusa” e publicada pelo “Observador“, refere que esta é uma forma de dinamizar a economia local. “O Município de Oeiras desde sempre promoveu incentivos à existência de esplanadas, que, aliás, têm vindo a aumentar nos últimos anos”, sublinha uma fonte da autarquia à agência de notícias.

A mesma fonte acrescenta ainda que os novos pedidos para esplanadas serão aceites pela autarquia “em todos os casos em que o espaço físico o permita”.

Isto porque, com a pandemia Covid-19, foram criadas novas regras também para os espaços públicos exteriores. Ou seja, agora os restaurantes, cafés ou pastelarias têm de ter uma lotação limitada, para poder garantir a distância social entre os clientes, para evitar o contágio do novo coronavírus.

A partir da próxima segunda-feira, 18 de maio, os restaurantes já podem abrir e receber clientes. A Direção-Geral da Saúde já divulgou algumas recomendações que têm de ser seguidas pela restauração.

Entre as várias orientações está, por exemplo, o fim dos buffets, do self service, das ementas individuais e a criação de circuitos nas idas à casa de banho. Os funcionários terão de usar máscara de proteção e tem de haver uma solução à base de álcool para desinfetar as mãos à entrada dos espaços.

tags: autarquia, Câmara Municipal de Oeiras, esplanadas, oeiras, restauração

outros artigos de na cidade

mais histórias de Oeiras