na cidade

A caminhada para descobrir uma cascata “quase secreta” a 30 minutos de Oeiras

É um passeio de 14 quilómetros que promete paragens por uma antiga ponte romana e uma aldeia abandonada, em Sintra.
Uma das zonas mais bonitas de Sintra.

Sintra é um dos destinos turísticos mais populares do nosso País, devido à sua história, monumentos, paisagens naturais e proximidade com Lisboa. A lista de atrativos do município é extensa e diversificada: os palácios da Pena e de Monserrate; o Castelo dos Mouros, a Quinta da Regaleira, o Cabo da Roca, a Praia da Adraga ou Colares são apenas alguns exemplos. 

Motivos para visitar o concelho com cerca de 320 quilómetros quadrados não faltam. Alguns permanecem segredos bem guardados pelas populações locais. A Cascata da Bajouca situada na localidade de Fervença, perto da Terrugem, é um deles. E o melhor de tudo, é que fica apenas a meia hora de distância de Oeiras. 

Trata-se da maior queda de água da região, com aproximadamente 30 metros, formando uma bela cortina de água que desce pelas rochas. Durante a época das chuvas, o caudal aumenta, tornando a cascata ainda mais impressionante — e poderá ter oportunidade de a descobrir no dia 17 de fevereiro, com a Caminhando.

A empresa organizou um percurso com 14 quilómetros com início no Aldeia de Faião (na Terrugem) que o levará em direção a um vale verdejante, onde corre a Ribeira de Cabrela. Ali, os choupos e carvalhos dão um enquadramento bucólico e tranquilo à paisagem, ao mesmo tempo que se pode escutar tranquilamente o barulho da água a correr. Antigamente, este curso de água drenava os pântanos que existiam na Quinta da Granja ou do Marquês, como também era denominada por ser propriedade do primeiro Marquês de Pombal.

Mais adiante, chegará à tão aguardada protagonista do passeio. A Cascata da Bajouca (ou Fervença, nome da aldeia onde está situada) não é explorada em termos turísticos e encontra-se num recanto de acesso difícil, perto de uma pedreira. A localização afeta a própria água, imprópria para banhos. (provavelmente um fator que contribui para que se mantenha no seu estado natural). 

Perto do final, haverá ainda ocasião para passar por uma antiga ponte romana e por uma aldeia abandonada a meio da encosta, para finalmente se dar por terminada a aventura, no ponto de partida.

O ponto de encontro para a caminhada será na Rua da Escola, em Faião, às 9h30. O percurso circular tem uma duração prevista de 4 horas e 30 minutos. As inscrições podem ser feitas online e custam 8€ por pessoa. O valor inclui o acompanhamento de um guia e seguros de acidentes pessoais e responsabilidade civil.

Carregue na galeria para descobrir outras 11 caminhadas que pode fazer até à primavera. 

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA