na cidade

7 quartos e uma piscina preta. A casa perfeita para uma escapadinha com amigos perto de Oeiras

A Casa Atlântico fica em Colares e pode acolher até 12 hóspedes. É um ótimo retiro de grupo, nos meses de primavera e verão.
Tem muito espaço.

Existem poucas coisas melhores na vida do que passar uns dias de férias com as pessoas de que mais gostamos, sejam familiares ou amigos. No entanto, para quem tem famílias numerosas ou um grupo de amigos extenso, encontrar alojamentos com espaço para todos pode ser difícil. É por isso que a Casa Atlântico, faz sucesso entre este tipo de hóspedes, tornando-se no retiro perfeito para grupos.

Ao todo são sete quartos, seis casas de banho, cinco lareiras, um enorme jardim e espaço de sobra para receber até 12 hóspedes, com a possibilidade de levar também os seus animais de estimação. Tudo isto, a 40 minutos de distância de Oeiras, na charmosa freguesia de Colares que, pela envolvência na natureza, vai fazê-lo sentir que viajou para um destino mais longínquo. 

Situada em Banzão, o local onde passa a romântica linha do elétrico que liga a serra ao mar, é uma moradia “com história dentro da sua própria história, construída por um pai que a desenhou com o carinho de quem faz uma casa para a vida inteira”, refere Dinis Dórdio, responsável pela Fica, empresa que gere atualmente o alojamento.

Com o tempo, os filhos foram crescendo e o silêncio preencheu as divisões que antes se enchiam de barulho, energia e muitos risos. Um dia, teve de ser vendida. “A nova proprietária adotou-a, respeitou a traça da arquitetura e manteve o enorme brasão colocado na parede do hall de entrada, bem por cima de uma das cinco lareiras”, conta. “Mantém a traça original, até mesmo os materiais, os azulejos, os pavimentos e as lareiras de grandes dimensões”, realça.

Essa mesma proprietária que acredita na força da numerologia e no poder do número sete. Assim que viu o número do portão, 77, soube que era o espaço que andava à procura. Quando a adquiriu, há cerca de 20 anos, decidiu aumentar os quartos para sete e recuperou os materiais desgastados pela passagem dos anos, “acrescentando um ou outro toque de modernidade”, refere Dinis, com o objetivo de torná-la na residência permanente da família — algo que, por circunstâncias da vida, nunca chegou a acontecer.

Como não fazia sentido ter a moradia fechada, decidiu que o melhor seria transformá-la num alojamento local. Com uma arquitetura tradicional da região, é composta por dois pisos, com sete quartos e oito camas, sendo dois suites. Uma delas, inclusive, destaca-se por ter uma banheira dentro do próprio quarto, que torna o ambiente ainda mais romântico.

A sala de estar incentiva o convívio entre os hóspedes, com uma área extensa e uma sala de jogos onde se pode jogar snooker. Ao todo, entre quartos e área de estar existem cinco lareiras, instaladas pelos antigos moradores, que a tornam num refúgio acolhedor nos meses mais frios. Existe ainda um anexo, com um quarto, sala, cozinha e casa de banho. 

É, porém, nos meses quentes que o alojamento mais faz sucesso. Muito se deve ao extenso jardim, dividido em várias zonas, que incluem um baloiço e até uma casinha de bonecas, e à piscina convidativa. Forrada por pastilhas pretas, tem uma estética diferente do habitual, como se de um lago de tratasse. Se preferir praia, saiba que a Casa Atlântico fica a cinco minutos de carro da Praia das Maçãs. Para além de fins de semana de convívio, o alojamento pode também ser alugado para casamentos ou sessões de team building.

Os preços da estadia começam nos 450€ por noite, dependendo da época. As reservas podem ser feitas no site da Fica, empresa que nasceu em Bruxelas, em 2012, e que chegou a Portugal dois anos depois. No início, o foco era única e exclusivamente a gestão de propriedades nas áreas de Lisboa, Sintra e Cascais, mas acabou por estender a atividade ao mercado imobiliário de luxo e, consequentemente, à gestão das casas de clientes que compravam para investimento.

Carregue na galeria para ver mais imagens da Casa Atlântico.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA