fit

WeWalk: a empresa oeirense que organiza caminhadas desportivas no concelho (e não só)

Conheça a história de como Filipe Roque deixou o seu emprego para abrir um negócio de caminhadas um mês antes da pandemia.
Várias são no Jamor.

Estávamos em fevereiro de 2020, quando Filipe Roque, 42 anos, licenciado no ISCTE e guia de passeios pedestres, decidiu deixar a sua carreira em gestão da cadeia de abastecimento, para se dedicar a turismo de natureza, mais em concreto às caminhadas.

“Pensava como alvo o turista estrangeiro, mas no mês seguinte começou a pandemia e os planos mudaram. Comecei a fazer caminhadas ao fim de semana para amigos, e o negócio foi crescendo com o passa palavra, e ao ritmo que as restrições relacionadas com a pandemia permitiam. Com a ausência de turismo estrangeiro e para conseguir caminhar com portugueses, durante a semana, encontrei a WeWalk”, conta-nos.

A empresa americana surgiu-lhe num anúncio de Facebook. Trata-se de um clube de caminhadas internacional que organiza dezenas de grupos que praticam caminhada desportiva nos espaços verdes das cidades.

” É um conceito novo em Portugal, onde caminhadas, como desporto, associam-se apenas a florestas, montanhas, ou seja, nos nossos parques naturais. No inglês existe essa distinção do ‘hiking’ versus o ‘walking’.”

Tudo se passa através do WhatsApp, com Filipe a ser responsável por toda a sucursal de Oeiras. O objetivo da marca é promover um estilo de vida mais saudável, com uma rotina semanal de caminhadas através de um grupo perto da casa dos participantes.

“As pessoas vêm andar connosco porque querem conhecer pessoas, melhorar a sua forma física, sentirem-se bem, e aproveitar para conhecer espaços verdes da cidade que de outra forma, sozinhas, não iriam. Nesse sentido, e para manter a motivação, estamos constantemente a criar novas rotas de Cascais ao Oriente, de manhã, ou ao final do dia.”

São já 25 os diferentes percursos que existem na área da Grande Lisboa, sempre em espaços verdes, jardins, florestas ou matas nacionais. Em Oeiras, as rotas principais são no Jamor, no Parque dos Poetas, e no Parque Municipal com a Quinta do Marquês de Pombal.

Estas caminhadas desportivas, a diferentes ritmos, podem durar uma a duas horas, e serem de cinco a sete quilómetros.

À pergunta sobre o seu local favorito do concelho, Filipe Roque responde: “Tenho muitos, mas para prática de caminhadas desportivas é sem dúvida o Jamor. Tenho já quatro percursos diferentes marcados no Jamor que possui uma grande diversidade de espaços, paisagens, inclinações, passadiços, animais que se podem avistar, é muito completo, É difícil ir lá dezenas de vezes e sentir que já se viu tudo.”

Se se quiser inscrever, pode fazê-lo através do número 917 000 363. A primeira caminhada é sempre gratuita, como uma aula experimental. Depois, as caminhadas avulso custam 12€, ou 45€ por quatro sessões.

Se quiser sair do concelho, saiba que existem caminhadas em Sintra, na Arrábida, em várias matas nacionais nos arredores da Grande Lisboa, e até em sítios mais longínquos, como o Geoparque de Arouca.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA