fit

Se sofre de queda de cabelo passe a comer esta leguminosa com mais frequência

É considerada um super alimento, rico em proteínas, magnésio, fibras, potássio e antioxidantes. Tudo de bom.
É muito comum em Portugal.

Às vezes, os maiores tesouros são as coisas mais acessíveis. E isso acontece também com os alimentos — até os que são bastante comuns têm imensos benefícios para a saúde. É o caso desta leguminosa que faz parte de vários pratos típicos da gastronomia portuguesa, mas que é frequentemente deixada de lado. Porém, se lhe dissermos que é um superalimento e que ajuda a combater a queda de cabelo, talvez faça um esforço para a comer mais vezes.

Quantas vezes já torceu o nariz ao feijão encarnado, como é conhecido no sul do País? A textura não agrada a todos, e o sabor forte também não. No entanto, é um dos alimentos mais interessantes do ponto de vista nutricional. “Repleto de proteínas, fibras, folato (vitamina B9), magnésio e potássio, encaixa-se na descrição de ‘superalimento’ “, como adianta à NiT a nutricionista Sónia Marcelo. Esta designação significa que que tem uma concentração acima da média de nutrientes com efeitos bastante positivos para a saúde.

Como é rico em fibras, melhora a flora intestinal, combatendo a prisão de ventre e fortalecendo o intestino. Também contribuiu para aumentar a sensação de saciedade, sendo um precioso aliado de quem está num processo de perda de peso e ajuda a ganhar massa muscular por ser rico em proteína. O feijão também desempenha um papel importante no fortalecimento das unhas e dos  cabelos e impede a sua queda — um problema que assombra muitas mulheres durante os meses de outono e primavera.

Apesar das leguminosas serem conhecidas por causarem flatulência, os feijões vermelhos têm uma fermentação lenta, o que os torna aliados da digestão. E ainda contribuem para o controlo dos níveis de glicose no sangue e para a prevenção de doenças no estômago.

Os seus benefícios não se ficam por aqui. Além de baixarem o mau colesterol, apoiam o bom funcionamento cardiovascular devido ao elevado teor de minerais nutrientes como o magnésio e o potássio. Já o zinco e o cobre presentes na sua composição são responsáveis por prevenirem a osteoporose fortalecendo a estrutura óssea. Também ajuda na cicatrização e combate o envelhecimento precoce. Possui ainda um efeito detox e combate a anemia, por ser rico em ferro e molibdênio.

Tem também várias vitaminas do complexo B, principalmente ácido fólico, excelente para as mulheres grávidas que geralmente precisam de o repor através de suplementação. Protege ainda a placenta e evita diversas doenças fetais.

Os benefícios de consumir feijão vermelho não estão apenas relacionados com o seu teor em fibras e folatos; também é rico em antioxidantes. “Acredita-se que os antioxidantes conseguem proteger a pele e o resto do corpo de problemas causados por fatores ambientais e alimentos não saudáveis a longo prazo”, explica a nutricionista. E acrescenta: “De acordo com uma análise conduzida pelo Departamento de Agricultura Americano (USDA), os feijões vermelhos contém mais antioxidantes que os frutos vermelhos mais conhecidos”.

Pode ser encontrado em vários formatos e tamanhos, tudo depende da variedade escolhida. O cuidado na hora de escolher deve ser com a forma como é apresentado. Esqueça os enlatados e prefira as versões secas. Depois deve apenas ser demolhado e armazenado no congelador para quando o quiser acrescentar a algum prato.

O mais provável é que esgote o stock rapidamente uma vez que este o feijão vermelho é muito versátil e funciona em diferentes pratos. Se não sabe como deve incluir este superalimento na sua alimentação carregue na galeria para conhecer algumas receitas.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA