fit

Rei Carlos III diagnosticado com cancro

O monarca já está a receber tratamento. A informação foi confirmada pelo Palácio de Buckingham.
Tem 75 anos.

O rei Carlos III foi diagnosticado com cancro e já está em tratamentos, anunciou esta segunda-feira, 5 de fevereiro, o Palácio de Buckingham. A doença não está relacionada com a cirurgia para tratamento da “hiperplasia benigna da próstata” a que o monarca, de 75 anos, foi submetido no final do mês de janeiro.

Durante a intervenção, os médicos detetaram um “outro problema preocupante”, avançou a mesma fonte. “Os exames de diagnóstico subsequentes identificaram uma forma de cancro”, refere o comunicado, não adiantando de que tipo de cancro se trata.

O monarca teve alta no passado dia 29 de janeiro e iniciou esta segunda-feira um “programa de tratamentos regulares”. Os médicos aconselharam o rei a adiar todas as atividades públicas.

Ainda assim, Carlos III vai continuar a “tratar de assuntos de Estado e da documentação oficial como habitualmente”. O Palácio de Buckingham acrescenta que o rei está “totalmente otimista relativamente ao tratamento e espera regressar às suas funções públicas o mais rápido possível”.

“Sua Majestade optou por partilhar o seu diagnóstico para evitar especulações e na esperança de que possa contribuir para a compreensão pública das pessoas afetadas pelo cancro em todo o mundo”, lê-se na mesma nota.

A saúde do rei foi, nos últimos anos, posta em causa por diversas vezes. Multiplicaram-se nos meios de comunicação e nas redes sociais comentários aos seus dedos ,que deram muito que falar pelo aspeto inchado. Em 2012, depois de uma viagem à Austrália, foram mesmo apelidados, pelo então príncipe, como “dedos salsicha”, dado o inchaço e coloração vermelha que apresentavam. O adjetivo escolhido espelhava a abordagem descontraída relativa a esta característica. A condição não é uma novidade, nem para o público, nem para o próprio Carlos III. Contamos-lhe tudo neste artigo.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA