fit

Palavra de nutricionista: a couve-flor ajuda a prevenir vários tipos de cancro

É um dos vegetais favoritos dos vegetarianos, mas este super alimento devia fazer parte da dieta de toda a gente.
Traz muitos benefícios para a saúde.

Há vários anos que existe um vegetal que tem sido a estrela do corredor dos frescos nos supermercados portugueses. E embora as imagens das couves ou mesmo das batatas doces possam vir à mente, o dono deste impressionante título é na realidade a couve-flor. Começou por ser usada principalmente em sopas e pickles, mas muitos portugueses passaram a usá-la para fazer puré, molho bechamel saudável ou até arroz de couve-flor.

Este super alimento é um dos favoritos dos vegetarianos graças ao seu baixo teor de hidratos de carbono e calorias, bem como à sua imensa versatilidade. É difícil nomear um prato em que não se possa colocar couve-flor. Mas o legume não é apenas uma opção super saudável para aqueles que procuram cortar em hidratos e calorias. É também uma grande fonte de compostos vegetais que são conhecidos por reduzir o risco de certas doenças, incluindo o cancro. 

“A couve-flor é rica em fibra, com apenas 1,9 gramas por cada 100, o que ajuda a regular o trânsito intestinal”, começa por explicar a nutricionista Sónia Marcelo à NiT. Não é segredo que a fibra é uma parte necessária de qualquer dieta ou que pode ser uma enorme ajuda para a saúde. Além de que este vegetal pode reduzir o risco de várias doenças, como cardíacas e diabetes. Comê-lo regularmente é também uma ótima forma de promover a saúde digestiva.

É ainda rico em colina, um nutriente que desempenha um papel no funcionamento e metabolismo do sistema nervoso, e uma ingestão adequada deste nutriente pode ajudar no funcionamento da memória. Este é um nutriente que está em défice na maioria das pessoas porque está presente em poucos alimentos do nosso dia a dia.

“Contém antioxidantes e é fonte de potássio, fósforo, cálcio, manganésio, vitaminas do complexo B, K e C. Esta composição de vitaminas é muito importante para o sistema imunitário, além do facto de que ter antioxidantes ajuda nos processos anti-inflamatórios do nosso corpo”, diz a especialista.

É provável que esteja menos familiarizado com a vitamina K, mas acredite que é igualmente importante. Esta vitamina desempenha um papel essencial no metabolismo ósseo, regulando os níveis de cálcio no sangue e na coagulação do sangue, o que significa que ajuda o corpo a recuperar de qualquer tipo de lesão. 

Uma vez que tem poucas calorias, este vegetal pode ter um papel importante no processo de perda de peso. O seu elevado teor de fibra faz com que fique saciado durante mais tempo, tendo menos fome durante o dia. Além de ser rico em fibras, que podem funcionar para retardar a sua digestão, tem um teor de água muito elevado. Com 92 por cento do seu peso composto por água, comer couve-flor pode ajudar a manter o seu corpo hidratado, e quando adicionado a uma dieta adequada, ajuda também a perder peso.

“Contém ainda flavonoides e sulforafano, substâncias que ajudam a prevenir doenças, como doenças cardiovasculares, cancro ou até distúrbios gástricos causados pelas bactérias Helicobacter pylori”, afirma a nutricionista.

A couve-flor contém fitonutrientes [compostos químicos encontrados nas plantas] que estão associados à proteção contra doenças crónicas. O vegetal apresenta elevados teores de glucosinolatos e isotiocianatos, dois grupos de antioxidantes que demonstraram reduzir o cancro e especialmente proteger contra o cancro da mama, cólon, pulmão e próstata.

O melhor de tudo é que pode facilmente substituir qualquer elemento da sua refeição, principalmente se fizer uma dieta vegetal. Há quem faça couve-flor grelhada, panada, assada e até cozida ou a transforme em puré para sopas ou molhos de massas.

Carregue na galeria e descubra cinco receitas que pode fazer em casa com este super alimento.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA