fit

Kate Middleton revela que tem cancro

Num vídeo divulgado esta sexta-feira, 22 de março, a Princesa de Gales conta que está a fazer quimioterapia preventiva.
Tem 42 anos.

Kate Middleton revelou esta sexta-feira, 22 de março, que foi diagnosticada com cancro. Num vídeo partilhado nas redes sociais da família real britânica, a Princesa de Gales conta que começou, em fevereiro, a realizar quimioterapia “preventiva” para combater a doença. 

“Em janeiro fui submetida a uma cirurgia abdominal em Londres e, nessa altura, pensava-se que a minha condição não era cancerígena”, disse Kate Middleton, de 42 anos. “A cirurgia correu bem. Contudo, os exames feitos após a operação detetaram cancro. A minha equipa médica aconselhou-me a fazer um ciclo de quimioterapia preventiva e estou agora na fase inicial de tratamentos.”

A mulher do Príncipe William passou, então, duas semanas no hospital em janeiro, depois de ter sido submetida a uma cirurgia planeada e bem sucedida para tratar “uma doença não cancerosa, mas não especificada”.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by The Prince and Princess of Wales (@princeandprincessofwales)

“O William e eu temos feito de tudo para processar e gerir isto em privado para o bem da nossa família”, acrescentou. O Palácio de Kensington revelou, entretanto, que não daria mais detalhes sobre o tipo de cancro e afirmou que a princesa está em recuperação.

Depois da operação no início do ano, o palácio anunciou que Kate Middleton só iria regressar às funções oficiais a seguir à Páscoa, mas a sua ausência da vida pública provocou uma enorme especulação nas redes sociais. 

A especulação sobre a ausência

A ausência nos eventos públicos e o silêncio da Família Real sobre o seu estado de saúde fizeram surgir inúmeros rumores nas redes sociais. Na altura, a casa real britânica acabou por emitir uma “declaração urgente” a dizer que a princesa estava bem. O motivo da cirurgia permaneceu em sigilo.

Nas redes sociais, muitos chegaram a especular que Kate estaria morta, entre outras teorias sem fundamento. A curiosidade sobre o estado de saúde fez até com que um funcionário da The London Clinic, onde esteve internada, tentasse aceder ao seu ficheiro clínico.

A 10 de março, Dia da Mãe no Reino Unido, Kate emitiu a primeira mensagem de agradecimento pelo apoio recebido nos últimos dois meses. Com os três filhos, George, de dez anos, Louis, de cinco, e Charlotte, de oito, mostrou-se com um aspeto saudável e a sorrir. “Obrigada pelos vossos desejos e apoio contínuo nos últimos meses”, escreveu numa mensagem no Instagram. “Desejo a todos um Feliz Dia da Mãe”, disse.

A princesa acabaria por ser acusada de editar a fotografia, num gesto que muitos consideraram ter como objetivo esconder a verdadeira razão do seu desaparecimento nos últimos meses. Confirmada a adulteração, vários órgãos de comunicação social optaram por retirar a imagem de circulação. Segundo os editores da imagem da “Reuters”, parte da manga do casaco da filha de Kate não estava corretamente alinhada.

A imagem correu o mundo e Kate Middleton foi obrigada a justificar-se: “Como muitos fotógrafos amadores, ocasionalmente faço experiências com edição”, disse. “Queria apresentar as minhas desculpas por qualquer confusão que a fotografia de família que partilhámos tenha causado”.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA