fit

A nova clínica de estética de Algés oferece tratamentos a quem não os pode pagar

Duas amigas, Catarina Bernardino e Maria Aguiar, decidiram juntar os seus sonhos e abrir um espaço próprio.
Um novo espaço a não perder.

Quando se sentaram para decidir qual seria a filosofia da clínica que queriam abrir, o conceito de “estética solidária” foi colocado em cima da mesa. “Acreditava que havia a necessidade de uma estética com uma parte social”, explica Maria Aguiar, de 56 anos. Fazer tratamentos estéticos a quem não tem meios financeiros para os pagar tornou-se então uma das várias missões do espaço, onde conjuga forças com Catarina Bernardino, 45 anos. 

Juntas, inauguraram a 19 de março, a És & Soft Skin Expertise — Centro de Terapias Integradas, em Algés. Catarina e Maria conheceram-se em 2022, quando a primeira decidiu vender a sua antiga clínica, um gabinete de dermato-funcional, curiosamente na mesma morada da nova clínica.

Maria foi uma das interessadas no espaço e acabou mesmo por assinar o contrato de compra e venda. Catarina aproveitou para fazer um ano sabático do outro lado do Atlântico, onde começou a magicar um regresso. Haveriam de se reencontrar, agora com uma ideia conjunta. “Fiz-lhe a proposta de juntar o meu sonho, o de abrir um centro de terapias integradas, ao dela, que já estava no papel [a estética solidária e numa lógica de saúde]”, recorda. Alinharam objetivos e começaram a preparar tudo. “Foi muito espontâneo e natural.” 

Essa componente solidária é um dos traços definidores do negócio, embora não seja o único. Fala-se aqui de um conjunto de tratamentos que podem ser oferecidos, mediante comprovativo da situação económica de cada pessoa. Apesar de o objetivo passar por tornar tudo completamente gratuito, isso ainda não é possível. Por enquanto, paga-se apenas uma taxa para os produtos utilizados. “O que queremos no futuro é que as empresas nos ofereçam os artigos. Já temos algumas parcerias com a Câmara de Oeiras, trabalhamos com a Associação de Apoio à Vítima de Carnaxide e o Solfraterno”, explica Maria. 

Para a dupla, há um mito a desfazer: o de que a estética não é apenas beleza; de que os serviços de bem-estar são um luxo. Olham para os seus serviços como terapêuticos, como essenciais também ao nível da saúde. O espaço combina diferentes técnicas terapêuticas para proporcionar uma abordagem holística, integrativa e funcional para a saúde e bem-estar do corpo, mente e espírito. Mas o que significa tudo isto na prática?

Para Catarina, passa por “investir na saúde para não ter de gastar com a doença, o esquecido conceito milenar oriental da medicina preventiva”. Através de ferramentas como a talassoterapia — um dos tratamentos anti-stress mais antigos, naturais e eficazes do mundo — a eletroestimulação muscular, a tecarterapia ou a massagem misofascial, consegue “recorrer à fisioterapia, mas com uma abordagem, avaliação e conceito osteopático — é por aqui que passa a inovação”, explica. 

Há ainda aulas de Chi-kung Hot Ioga, uma modalidade inovadora, desenvolvida pela própria, que concilia Pilates, ballet, ioga e chi-kung. “Aqui trabalha-se a consciência corporal, a dessomatização das dores físicas e emocionais, e oferece todo um condicionamento físico, mental e emocional forte e saudável — tanto para quem está num processo de recuperação de lesões, como quem quer apenas ter uma boa e durável massa muscular e óssea.”

Há muitos outros serviços disponíveis, como workshops, psicologia holística, medicina chinesa ou os programas “Viva Sem Dor” e “Anti-Dor”, que surgiram devido à falta de tratamentos para disfunções musculo-esqueléticas — ou seja, lesões que afetam os músculos, ossos, ligamentos, meniscos, cápsulas articulares e outras.

Os serviços disponíveis são muitos. Uma consulta e osteopatia custa 65€, assim como a medicina tradicional chinesa. A mesoterapia facial pode variar consoante o rosto, rosto e pescoço e todos estes com colo e mãos para 80€, 120€, 225€, respetivamente. A banheira de thalassoterapia, disponível nos packs “Viva Sem Dor”, contam com um intervalo de 35€ a 75€. Já a depilação a cera vai de preços a partir de 5€ até 25€.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA