fit

A caminhada nórdica entre Algés e Paço de Arcos só para os mais resistentes

A iniciativa conta com um percurso de 13 quilómetros "onde poderá trabalhar todos os músculos". Acontece a 16 de março.
Pode apreciar as paisagens de praia e mar.

A chamada caminhada nórdica (“nordic walking”) promete queimar calorias, combater o stress e trabalhar todos os músculos. É um desporto de resistência, onde se utilizam bastões, especialmente concebidos para esta prática. O objetivo é exercitar a parte superior do corpo e as pernas, sendo considerado um treino altamente eficaz. Os dois bastões utilizados permitem uma maior impulsão para a frente — não são colocados na vertical, mas sim orientados com as pontas para trás, como no ski de fundo.

Se é adepto de caminhadas que o tirem da zona de conforto, mas nunca experimentou esta modalidade, terá oportunidade de o fazer no dia 16 de março, aqui mesmo no concelho de Oeiras. O passeio vai guiar os participantes entre Algés e Paço de Arcos. 

A iniciativa da Green Trekker começa, assim, na praia de Algés com aquecimento e um treino cardiovascular. De seguida, haverá uma breve introdução à técnica de Nordic Walking, que se caracteriza por ajudar os participantes a corrigir posturas. Segue-se, então, o passeio até à Praia Velha, em Paço de Arcos. 

O percurso, que será acompanhado pela guia Anja Tettenborn, vai realizar-se na Avenida Marginal, assim como no passeio marítimo, onde passará pelo Farol de Gibalta, o Forte de São Bruno, o Forte de Giribita e a Quinta do Relógio. Será feita uma pausa na Praia Velha, onde pode aproveitar para relaxar os músculos, para depois regressar à praia de Algés. 

A caminhada de 13 quilómetros tem início às 10 horas e prolonga-se durante 3h30. A organização avisa que serão necessários dois bastões para participar nesta atividade: “Pode fazê-lo com bastões de caminhada normais, no entanto, obtém-se o efeito de treino correto com os bastões de caminhada nórdica e a pega especial”, afirma.

Os participantes nesta Nordic Walk deverão ter, no mínimo, 13 anos. As inscrições podem ser realizadas online e têm o preço de 15€ por pessoa (inclui uma guia especializada, um seguro de acidentes pessoais e outro de responsabilidade civil). É aconselhado a que os participantes levem água, um snack, chapéu, roupa e calçado adequados às condições atmosféricas.

Esta atividade surgiu nos anos 90. Em 1994, Marko Kantaneva, treinador finlandês de desportos de inverno, apresentou uma nova forma de marchar recorrendo a bastões inspirados no ski de fundo. Na altura, complementava o método com exercícios para manter e melhorar a capacidade física global. Em 2000, o desporto tornou-se bastante popular em França. Nove anos depois, foi regulamentado pela Federação Francesa de Atletismo e passou a ser chamada Nordic Walk. Hoje em dia, já existem várias atividades para os entusiastas da modalidade.

Carregue na galeria para descobrir outras 11 caminhadas que pode fazer até à primavera.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA