cultura

Vem aí a segunda edição do Festival Mostra de Artes da Palavra

O evento está marcado para 4 a 8 de maio, com o Brasil como país convidado.
Jorge Palma é um dos artistas convidados.

O Festival Mostra de Artes da Palavra (MAP) está de volta a Oeiras entre os dias 4 e 8 de maio. Nesta segunda edição, a palavra volta a ser homenageada nas suas formas “cantada, dita, respirada, performada, debatida, viva”, como explica a organização à New in Oeiras.

A MAP vai ter um conjunto de espetáculos intitulado “A Poesia Está Na Rua”. Entre os artistas estão nomes como Adolfo Luxúria Canibal, Marta Abreu, Llama Virgem, Lisbon Poetry Orchestra ou até um tributo a Chico Buarque que contará com a presença de Jorge Palma, Garota Não, Luísa Sobral, Luca Argel e Alice Neto Sousa.

Logo no primeiro dia do evento, a 4 de maio, o destaque vai para a conferência “Onde Podemos Viver Senão Nos Dias?”, moderada por Nuno Miguel Guedes e que contará com Nicolau Santos, Luaty Beirão, Ana Bacalhau e Jorge Barreto Xavier. “Como enunciar palavras sem pedir perdão, num tempo em que o chamado politicamente correcto parece corresponder a uma ortodoxia?” será, de acordo com a organização, um dos temas a abordar.

Entre as novidades desta edição da MAP está a entrega de curadorias a poetas e artistas. Miguel Martins, Francisca Camelo, Raquel Castro e Rodrigo Brandão são os convidados para mostrarem como aspetos multidisciplinares da palavra podem unir-se.

Com o Brasil como país convidado, o ciclo de cinema Cine-Poesia: Brasil ganha uma nova dimensão. Ao todo, serão apresentados 16 filmes e documentários “que irão mostrar um pouco da imensa riqueza literária brasileira através de alguns dos seus poetas e escritores”.

A MAP será recheada ainda de iniciativas como um concurso de fotografia, um concurso de eloquência, a tertúlia literária Café dos Poetas, exposições, ciclos de música e poesia e vários workshops. Destacam-se igualmente quatro masterclasses: A Palavra e o Poder, por Irene Flunser Pimentel, A Palavra em Pessoa, por Richard Zenith, A Palavra no Cinema, por João Botelho, e A palavra na Performance, por Adolfo Luxúria Canibal.

Todos os detalhes sobre o festival bem como o programa completo e os respetivos locais estão disponíveis no site do evento.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA