cultura

Usher cantou, dançou, despiu-se e deixou os espectadores do Super Bowl sem fôlego

O público vibrou com os temas mais famosos do cantor, que transportou todos para a década de 2000.
Foram 13 minutos intensos.

Usher conseguiu aquilo que muitos achavam impossível: igualar (ou até superar) a incrível atuação de Rihanna em 2023, na já clássica apresentação musical que acontece no intervalo da final do campeonato de futebol americano, Super Bowl (e que é, para muitos, mais esperada que o próprio jogo).

O cantor norte-americano levou os espectadores numa viagem até aos anos 2000 com sucessos como “Caught Up”. Mas não subiu sozinho ao palco do Allegiant, em Las Vegas. Alicia Keys, H.E.R, Lil Jon e Ludacris participaram na performance do cantor de 45 anos.

A meio do medley de 13 minutos, Usher parou para dedicar umas palavras à mãe (e deixar o público recuperar o fôlego de tanto dançar). “Disseram que não ia conseguir, disseram que não estaria aqui hoje. Mãe, conseguimos”, disse.

Após os ritmos frenéticos das primeiras músicas, o ambiente mudou quando Alicia Keys subiu ao palco e começou a tocar “If I Ain’t Got You” num piado de cauda vermelho. Acordes que anteciparam a entrada do dueto “My Boo” em que a cantora e Usher mostraram que a cumplicidade se mantém, mesmo passadas duas décadas sobre o lançamento da música.

Contudo, o momento “mais quente” do espetáculo foi quando Usher despiu a camisola enquanto cantava (e dançava de forma eletrizante) “U Got It Bad”. Logo a seguir, H.E.R subiu ao palco com um solo de guitarra.

Usher cantou ainda os sucessos “Confessions” (2004), “Let it Burn” (2004) e “U Got It Bad” (2001). Numa segunda parte do espetáculo, o artista voltou de patins e fato azul e preto. Aos 45 anos, mostrou que continua em grande forma, ao realizar toda uma coreografia sobre rodas, ao som de “Bad Girl” (2004). Depois foi a fez de Ludacris entrar em palco para um dueto em“Yeah!” (2004). Enquanto os cantores brilhavam em cima do palco, no relvado, a banda formava o nome do cantor.

Embora se tenha apresentado a solo pela primeira vez no chamado Halftime Show, esta não foi a primeira aparição do cantor na final da liga de futebol americano. Em 2011, Usher foi o convidado surpresa durante o concerto da banda Black Eyed Peas, a grande atração da noite.

Quando ao jogo propriamente dito, os Kansas City Chiefs sagraram-se vencedores da Super Bowl e revalidaram o título.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA