cultura

Novo ano, novos filmes. Há 50 adaptações cinematográficas de livros para ver em Oeiras

"Da palavra à imagem" é o mote das Masterclasses de História do Cinema, em 2024. Sessões decorrem no Auditório Municipal César Batalha.
"Jackie Brown" estreou em 1997.

Quando os fãs de cinema pensam nos filmes de Quentin Tarantino, talvez aqueles que venham logo à memória sejam outros, mas para quem é particularmente fiel do trabalho do realizador e argumentista norte-americano, a verdade é que “Jackie Brown” não passa despercebido e há até quem afirme que a obra é subvalorizada em Hollywood. 

No fundo, é uma caricatura do mundo do crime, uma história de pessoas comuns que desafiam a lei. Lançado em 1997, o filme tem um elenco de luxo. Além de Pam Grier no papel principal, conta também com Samuel L. Jackson, Robert de Niro, Michael Keaton e Robert Forster. O que talvez muitos dos fãs não saibam, é que a história é uma adaptação do romance “Rum Punch”, de Elmore Leonard, publicado em 1992. 

Este é apenas um de muitos exemplos de livros, com mais ou menos sucesso, que acabam por ser adaptados ao cinema. Por vezes de forma fiel, outras com grandes mudanças na narrativa, personagens e cenários. É precisamente este o mote das Masterclasses da História do Cinema para 2024.

“A literatura tem servido de base ao cinema desde muito cedo. Logo nos seus primórdios, em 1899, George Mélies, adaptou para o ecrã uma versão do conto dos Irmãos Grimm ‘Cinderela’ e a peça ‘King John’ de William Shakespeare, sendo que ainda antes deste Meliés há o registo da adaptação cinematográfica de ‘Trilby and Little Billee’ em 1896, um filme de 45 segundos realizado por George L. Du Maurier, adaptado da sua própria novela e que se tem como a primeira adaptação cinematográfica a partir de um objeto literário”, afirma o realizador e encenador Frederico Corado, atual responsável pelo projeto.

“Desde então muitos foram os autores adaptados ao cinema, sendo que nomes como William Shakespeare, Ian McEwan, Nicholas Sparks, J. K. Rowling, Ian Flemin, John Grisham, Stephen King, Agatha Christie, Arthur Conan Doyle, Philip Roth e John Le Carré estão entre os mais adaptados”, acrescenta, afirmando também que alguns dos maiores sucessos de bilheteira das últimas décadas, e algumas das mais brilhantes personagens da cinematografia mundial, nasceram a partir de livros.

A iniciativa regressa este ano para dar continuidade ao trabalho que tem sido realizado desde 2018, com sessões de cinema semanais no Auditório Municipal César Batalha, em Oeiras. Começaram por ser idealizadas pelo cineasta Lauro António que, para o ano de estreia, escolheu como tema “Filmes que eu amo”, onde apresentou uma seleção de 60 películas que o marcaram ao longo da vida, seguindo-se 2019 com mais 50 obras exibidas, e continuando nos dois anos seguintes, com uma breve interrupção devido à pandemia.

Para 2022, Lauro António decidiu criar uma lista apenas com filmes dos anos 80. Infelizmente, acabaria por falecer em fevereiro desse ano. O município de Oeiras decidiu dar continuidade ao projeto, como tributo à carreira do professor, crítico, ensaísta e dinamizador cultural. Em 2023, para surpresa dos cinéfilos oeirenses, as masterclasses de história do cinema continuaram, com um tema que o cineasta já tinha delineado previamente. Ao longo de 12 meses, foi possível “Redescobrir Alfred Hitchcock“, vendo ou revendo a maioria dos filmes da sua longa carreira.

Sem Lauro António, é Frederico Corado, seu filho e também realizador e encenador, que dá continuidade ao projeto e assume, agora, a curadoria da iniciativa. “Da palavra à imagem” é o tema que trará 50 filmes ao Auditório César Batalha, ao longo do ano, uma vez por semana. A masterclass ‘Da Palavra à Imagem’ pretende percorrer diversos géneros cinematográficos e literários, diferentes décadas, diferentes correntes e mostrar assim como tem vindo a ser a ligação entre o cinema e a literatura ao longo dos anos”, afirma. 

Em janeiro, serão exibidos quatro filmes. Conheça a programação.

9 de janeiro

Anatomia de um crime” (Anatomy of a murder, 1959) realizado por Otto Preminger, com James Stewart, Lee Remick e Ben Gazzara. Baseado na obra literária “Anatomy of a Murder”, de John D. Voelker.

16 de janeiro

Jackie Brown” (Jackie Brown, 1997) realizado por Quentin Tarantino, com Pam Grier, Samuel L. Jackson e Robert De Niro. Baseado na obra literária “Rum Punch”, de Elmore Leonard.

23 de janeiro

Horizontes de Glória” (Paths of Glory, 1957) realizado por Stanley Kubrick, com Kirk Douglas, Ralph Meeker e Adolphe Menjou. Baseado
na obra literária “Paths of Glory”, de Humphrey Cobb.

30 de janeiro

A Sede do Mal” (Touch of Evil, 1958) realizado por Orson Welles, com Charlton Heston, Janet Leigh e Orson Welles. Baseado na obra literária “Badge of Evil”, de Whit Masterson.

As sessões decorrem todas as terças-feiras, às 15h30, no Auditório Municipal Maestro César Batalha, nas Galerias do Alto da Barra, em Oeiras. A entrada é gratuita, mas está limitada aos lugares disponíveis. É necessário levantar uma senha, que está disponível a partir das 15 horas, no local. Se tiver dúvidas ou quiser obter mais informações, pode fazê-lo através do email carlos.pinto@nulloeiras.pt ou do número de telefone 214 408 565.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA