cultura

“National Treasure”: a nova minissérie sobre o escândalo sexual que abalou um país

Tem quatro episódios e inspira-se no caso real de Jimmy Savile, apesar de contar uma história fictícia.
Tem 4 episódios.

Durante muitos anos, Jimmy Savile foi uma figura respeitada no Reino Unido, como apresentador, locutor e DJ. Apesar de ser conhecido pelas suas excentricidades, era uma celebridade prestigiada até pelo trabalho de caridade que promovia. Nos anos 90, foi nomeado Cavaleiro pela rainha Isabel II. Em 2011, quando tinha 84 anos, morreu.

No ano seguinte, o escândalo rebentou. Começaram a surgir várias dezenas de relatos que diziam que Jimmy Savile tinha abusado sexualmente de centenas de pessoas, masculinas e femininas, de adultos a crianças, durante décadas.

Os relatos desencadearam outras queixas, o que levou até a que fossem levantados inquéritos sobre as práticas internas da BBC e do serviço nacional de saúde britânico. Depois de receber inúmeras acusações, a polícia de londres lançou a Operação Yewtree para investigar estes abusos sexuais (de Savile e de outras pessoas relacionadas) que se prolongaram durante mais de 50 anos.

O número total de alegadas vítimas era de 589 pessoas (450 das quais tinham sido abusadas pelo próprio Jimmy Savile). A polícia registou que muitos dos crimes de facto tinham acontecido, num processo que abalou por completo o Reino Unido.

Quatro anos depois, em 2016, estreou uma minissérie vagamente inspirada neste caso. “National Treasure” é uma produção que conquistou vários prémios BAFTA. Foi realizada por Marc Munden (“Utopia”, “The Third Day”) e escrita por Jack Thorne (“Skins”, “This is England” e “The Virtues”). Estreia em Portugal esta terça-feira, 6 de julho, na plataforma de streaming Filmin, que se dedica sobretudo ao cinema independente e de autor.

Robbie Coltrane é o ator principal. Interpreta Paul Finchley, um popular comediante britânico, com uma longa e respeitada carreira. Ele é o “tesouro nacional” do título do projeto. Porém, a sua vida muda de um segundo para o outro quando Paul é acusado de múltiplos casos de abusos sexuais.

A minissérie de quatro episódios foi aclamada pela crítica. “Pensativo, ousado e bem conseguido, um exemplo poderoso de como as questões atuais podem ser exploradas através de um drama de televisão”, descreveu o jornal “The Guardian”. “Robbie Coltrane é soberbo neste drama histórico”, elogiou o jornal “The Telegraph”. 

O protagonista não é retratado simplesmente como um monstro. Apesar de não haver uma grande simpatia para com a sua figura tendo em conta os seus crimes, há uma complexidade sobre a sua personagem que faz com que os espectadores não olhem para ele apenas e só a preto e branco. A narrativa acompanha a sua atribulada vida familiar e a forma como esta figura pública se relaciona com a sociedade que um dia o adorou — e que, de repente, descobriu a verdade obscura por trás da sua personalidade.

O elenco inclui ainda Julie Walters, Andrea Riseborough, Babou Ceesay, Mark Lewis Jones, Nadine Marshall, Tim McInnerny, Graeme Hawley, Trystan Gravelle e Lucy Speed, entre outros.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA