cultura

Grupo de fãs cria sistema de organização de pulseiras para o concerto de Harry Styles

Para "evitar confusões", foi criada uma página de Instagram com informações úteis. Conheça também os horários e o mapa do recinto.
Imagem: Instagram @harrystyles, concerto da tour 2023.

Tornou-se conhecido em 2010 como concorrente do programa de televisão britânico “The X Factor”. Tinha apenas 16 anos e, nesse mesmo ano, integrou a recém-criada boysband, One Direction, dedicada à música pop, juntamente com outros quatro jovens cantores. O grupo, que se tornou num verdadeiro sucesso a nível mundial, manteve-se unido até início de 2016. Um ano depois, o jovem Harry, então com 23 anos, decidiu lançar-se numa carreira a solo, com um álbum homónimo, que o tornou num fenómeno pop ainda maior. Esta terça-feira, 18 de julho, o músico vai estar no Passeio Marítimo de Algés. 

Quase um ano depois do primeiro concerto a solo em Portugal, a 31 de julho de 2022 na Altice Arena, que marcou o final da digressão europeia no ano passado, Harry Styles anunciou que a digressão “Love On Tour” iria regressar ao País. Do espetáculo fazem parte músicas do primeiro disco, assim como do segundo, “Fine Line”, de 2019, e também do terceiro álbum, “Harry’s House”, editado em 2022. A primeira parte será assegurada pela dupla britânica Wet Leg, de indie rock, fundada em 2019 por Rhian Teasdale e Hester Chambers. 

Os fãs entraram em êxtase com a notícia e os primeiros dez mil bilhetes, em pré-venda, esgotaram em menos de 15 minutos. Os restantes foram pelo mesmo caminho, ainda que os preços estivessem entre 81€ e 150€. A verdade é que a sua música move multidões (a promotora Everything is New avançou que o recinto terá capacidade para receber 50 mil pessoas) e, por isso, espera-se um mar de gente no Passeio Marítimo de Algés, o que, inevitavelmente, obriga a que a organização do evento e o Município de Oeiras tenham criado algumas regras e condicionantes para que tudo corra da melhor forma — mas não foram os únicos. 

Um conjunto de fãs criou uma página de Instagram chamada “Ajuda Harries“, com o objetivo de ser um grupo de entreajuda no período pré-concerto, em relação à organização das filas para as entradas. “Está a ser traçado um plano de organização de fila exterior por um grupo de ‘Harries’ que visa ter em conta a segurança e bem-estar de todos os participantes”, referem, tentando prevenir “as ultrapassagens na fila”, para todos aqueles que vão passar o dia nas imediações do recinto à espera de entrar e conseguir o melhor lugar para ver Harry Styles de perto. 

O mapa do recinto.

De acordo com a Everything is New, o recinto do Passeio Marítimo de Algés estará dividido por setores, com diferentes cores (cujos preços também variavam), de forma a organizar os fãs que querem ficar na fila da frente, numa zona central, ou mais atrás, como pode verificar no mapa em cima.

Desta forma, o grupo “Ajuda Harries” tomou a iniciativa de distribuir uma pulseira de papel numerada por ordem de chegada, com a cor do respetivo setor, para “evitar confusões”. Os responsáveis da página aconselham a que todos se mantenham numa fila, assim que chegarem ao local, até que seja feita a distribuição das pulseiras, de forma a que depois, se a pessoa precisar de sair da fila para comer ou usar a casa de banho, possa ter o seu lugar assegurado. 

Como é proibido acampar ou pernoitar no Passeio Marítimo de Algés, nos dias que antecedem o espetáculo, por regra da Câmara Municipal de Oeiras, está a correr uma mensagem entre grupos de WhatsApp e Instagram com a sugestão de que os fãs façam realmente um “check point” através deste sistema de pulseiras com número de chegada para que ninguém fique prejudicado, nestes dias e horas que antecedem o espetáculo. A New in Oeiras tentou falar com a Everything is New, mas não obteve resposta até à hora de publicação deste artigo.

Horários, entradas e outras informações úteis

As portas do recinto abrem às 18 horas. A primeira parte, a cargo dos Wet Leg, começa pelas 19h45. Harry Styles subirá ao palco às 21 horas. O recinto estará separado por setores, como já foi revelado, e as filas para os vários setores irão ser formadas, de forma oficial, a partir das 9 horas do dia do espetáculo, terça-feira, 18 de julho. 

Para que não tenha problemas na entrada, convém saber que itens não são permitidos levar para o recinto. Tome nota: bebidas alcoólicas, lanternas e lasers, malas de grandes dimensões, correntes metálicas, armas de fogo e armas brancas, recipientes com comida, cadeiras, material explosivo ou pirotécnico, chapéus de chuva, garrafas ou copos de vidro, câmaras de filmar/fotografar profissionais. Evite, assim, levar objetos desnecessários, de forma a facilitar o processo de revista.

Garrafas de água até 50 centilitros, chapéu de sol e protetor solar serão permitidos. A organização aconselha que leve um agasalho. Caso não queira ir carregado para o concerto, saiba que existe bengaleiro junto à bilheteira do recinto, com o custo de 1€ por item. 

A organização recomenda a utilização de meios de transportes públicos. Devido à greve da CP, a Carris oferece várias alternativas para ir e voltar do concerto. Além do serviço regular, a partir das 23 horas, a empresa irá ter uma carreira que passa pelo Cais do Sodré, com destino a Santa Apolónia, e outra com destino ao Oriente que passará pelo Marquês de Pombal e Campo Grande.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA