cultura

Governo proíbe a realização de todos os festivais de verão

A decisão foi anunciada esta quinta-feira, 7 de maio, em reunião do conselho de ministros.
Este ano não vai acontecer.

É oficial, estão proibidos todos os festivais de verão. A medida foi anunciada pelo governo, em comunicado, após a reunião do conselho de ministros desta quinta-feira, 7 de maio. Era uma decisão que já todos estavam à espera, apesar da esperança de ainda haver uma solução para os vários festivais marcados no concelho, como o NOS Alive e o Festival dos Jardins do Marquês — Oeiras Valley.

No documento divulgado, o governo fala de “medidas excecionais e temporárias de resposta à pandemia da doença Covid-19 no âmbito cultural e artístico”. “Neste contexto, impõe-se a proibição de realização de festivais de música, até 30 de setembro de 2020”,  refere o mesmo comunicado, sublinhando ainda a “adoção de um regime de caráter excecional dirigido aos festivais de música que não se possam realizar no lugar, dia ou hora agendados, em virtude da pandemia”.

O conselho de ministros salienta ainda que “para o caso de espetáculos cuja data de realização tenha lugar entre o período de 28 de fevereiro de 2020 e 30 de setembro de 2020, e que não sejam realizados por facto imputável ao surto da pandemia da doença Covid-19, prevê-se a emissão de um vale de igual valor ao preço do bilhete de ingresso pago”, garantindo-se assim, explica o executivo, os direitos dos consumidores.

tags: Festivais de verão, oeiras, Passeio Marítimo de Algés

outros artigos de cultura

mais histórias de Oeiras