cultura

Festival Jardins do Marquês — Oeiras Valley vai mesmo acontecer

A organização segue a proposta de lei do Governo que prevê eventos com lugares sentados.
Seu Jorge e Daniel Jobim têm concerto marcado para 3 de julho.

O Festival Jardins do Marquês — Oeiras Valley vai mesmo acontecer. A confirmação chegou à redação da New in Oeiras esta quarta-feira, 20 de maio. 

A organização do evento, que tem concertos marcados para o início de julho, confirmou que está a seguir a proposta de lei do Governo que “prevê que os eventos com lugares sentados se possam realizar, desde que cumprindo as medidas definidas pelas autoridades de Saúde, nomeadamente a Direção-Geral da Saúde“.

“Vamos cumprir rigorosamente todas as indicações, tendo como prioridade a saúde pública e a segurança do público e de todos os profissionais envolvidos na realização do Festival”, sublinha a nota da promotora do Festival Jardins do Marquês — Oeiras Valley.

Para já ainda não há certezas quanto a novidades no cartaz, pois a organização do evento continua “a aguardar pelo decreto-lei e sua aprovação”.

O Festival Jardins do Marquês — Oeiras Valley conta com vários nomes confirmados. A 1 de julho atuam os Lighthouse Family; os Nouvelle Vague atuam a 2; no dia 3 é a vez de Seu Jorge & Daniel Jobim; a 4 de julho Yusuf / Cat Stevens; no dia 6 atuam Camané & Mário Laginha, e a 7 de julho Rufus Wainwright.

Os bilhetes para os concertos e para o jantar estarão à venda na Blueticket, ABEP, Bilheteiras da Altice Arena, rede Pagaqui, FNAC, Worten, Phone House, ACP, El Corte Inglês e Turismo de Lisboa. Os ingressos têm vários preços, consoante o dia escolhido.

Por exemplo, para o dia 2 de julho os bilhetes custam 40€ na Plateia VIP; 30€ para a Plateia A; 25€ na Plateia. O jantar com o menu especial de Vítor Sobral fica a 60€.

tags: concertos, coronavírus, covid-19, Festival Jardins do Marquês, oeiras

outros artigos de cultura

mais histórias de Oeiras