cultura

Documentário revelador sobre Jennifer Lopez estreou esta terça-feira na Netflix

A atriz atuou ao lado de Shakira no Super Bowl, mas não ficou contente com a decisão. O assunto é abordado no filme.
A atuação é o ponto fulcral do documentário.

“Let’s Get Loud”, “On the Floor”, “Ain’t Your Mama” e “Jenny From The Block” são alguns dos êxitos da música pop que poucos podem dizer que nunca ouviram uma única vez. E poucos são também os artistas que têm um repertório tão vasto e bem sucedido quanto o de Jennifer Lopez, que consegue criar hits tanto em inglês ou espanhol. Apesar da sua já longa carreira, a também atriz raramente fala publicamente sobre os detalhes e pormenores por trás dos muitos sucessos. “Jennifer Lopez: Halftime” é o documentário da Netflix que nos vai fazer olhar para a artista sob uma nova perspetiva. 

O projeto conta com várias entrevistas a JLo, a alcunha pela qual também é conhecida, nas quais revela facetas desconhecidas, mostrando uma vulnerabilidade a que nunca foi propriamente associada.

O principal destaque do documentário será a performance da artista no intervalo da Super Bowl, em 2020, onde subiu ao palco ao lado de Shakira. Fizeram história ao tornarem-se no primeiro ato latino a atuar no evento desportivo. No entanto, Lopez descreveu a atuação como “a pior ideia do mundo”. 

“Temos apenas seis malditos minutos. Temos 30 segundos de cada música, e se demorarmos um minuto, já era, só temos cinco restantes. Mas tem que haver certos momentos em que cantamos. Temos que cantar a nossa mensagem. Esta foi a pior ideia do mundo, ter duas pessoas a fazer o mesmo Super Bowl. Pior ideia do mundo”, diz Jennifer Lopez.

O seu problema não é com Shakira, mas sim com a própria organização do evento, e com a ideia que estariam a passar aos norte-americanos — e a todos aqueles que veem a atuação. “Foi um insulto dizer que precisavam de duas latinas para um trabalho que, historicamente, apenas um artista faz.”

Também a cantora colombiana parece estar de acordo com JLo. “Sei que as pessoas do Super Bowl querem que fiquemos juntas o tempo todo. Mas não houve confirmação sobre os minutos que eu terei”, comenta Shakira. Lopez responde: “Eles disseram 12 minutos, e disseram-me em off que podíamos ter um ou dois minutos extras, então podemos contar com 13 ou 14 minutos. Eu acho, Shakira, que temos de ter é metade disso para cada uma. Se vão ter duas headliners, eles deveriam ter-nos dado 20 minutos. Era isso que deviam ter feito.”

O documentário tem cerca de uma hora e meia.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA