cultura

Como Reese Witherspoon se tornou na atriz mais rica do mundo

A maior parte da sua produtora foi vendida esta segunda-feira. A “Forbes” estima que Witherspoon esteja avaliada em mais de 335 milhões de euros.
A atriz e produtora tem 45 anos.

Já lá vão bastantes anos desde que Reese Witherspoon se destacou em “Eleições”, “Estranhas Ligações”, “Legalmente Loira”, “A Feira das Vaidades” ou “Walk the Line”. Desde 2006 que a atriz é também produtora, como aconteceu em “Penelope”, “Livre” ou “Em Parte Incerta”, entre outros projetos.

Em 2012, em conjunto com Bruna Papandrea, fundou a produtora Pacific Standard — que era a fusão de duas empresas já existentes. Mais tarde, a Pacific Standard tornou-se uma subsidiária da Hello Sunshine — produtora fundada em 2016 e que tem sido a responsável por muitos dos projetos de sucesso de Reese Witherspoon nos últimos anos.

Criaram “Big Little Lies” para a HBO, “The Morning Show” para a Apple TV+ e “Little Fires Everywhere” para a Hulu. Na calha estão ainda séries como “Daisy Jones & The Six”, para a Amazon; “The Last Thing He Told Me”, para a Apple TV+; ou “From Scratch”, para a Netflix.

O sucesso das séries da Hello Sunshine tem sido tanto que esta segunda-feira, 2 de agosto, foi anunciado que a maioria das acções produtora foi comprada por uma nova empresa ligada ao grupo Blackstone, liderada por antigos executivos da Disney. Reese Witherspoon e outros investidores já existentes mantêm, contudo, uma percentagem no negócio.

A revista “Forbes” diz que, depois deste acordo, Reese Witherspoon se tornou na atriz mais rica do mundo. A publicação especializada avalia o valor da atriz em cerca de 336 milhões de euros — depois deste negócio, a Hello Sunshine ficou avaliada em cerca de 756 milhões de euros.

A decisão de apostar em si própria enquanto atriz destas séries — e em histórias centradas em personagens femininas — tem claramente resultado. Reese Witherspoon mantém uma percentagem de pelo menos 18 por cento da empresa (vendeu mais de metade da sua participação anterior) e já lucrou cerca de 100 milhões de euros com este negócio.

O resto da sua fortuna, explica a “Forbes”, está ligada a todos os trabalhos que tem desenvolvido ao longo das últimas três décadas. Atualmente, recebe pelo menos um milhão de dólares (o equivalente a 841 mil euros) por cada episódio que grava para uma série. No caso de “The Morning Show”, chegou mesmo a receber mais de um milhão de euros por episódio. Além disso, continua a fazer trabalhos publicitários.

O seu objetivo, já assumiu por diversas vezes, era valorizar o papel da mulher na indústria do cinema e da televisão. A sua ascensão coincidiu com o movimento #MeToo, que abalou significativamente o panorama de Hollywood, e levou a que houvesse uma maior igualdade em números (e relevância) para as atrizes, produtoras ou cineastas.

Muitas das histórias que tem levado à televisão e ao cinema são adaptações literárias de autoras femininas. Por isso, a atriz e produtora criou ainda o Reese’s Book Club, que já conta com mais de dois milhões de seguidores, e muitas das escolhas do clube literário têm-se tornado autênticos bestsellers.

Aos 45 anos, e com uma série de escolhas acertadas e de apostas ambiciosas, Reese Witherspoon é cada vez mais um dos maiores e mais influentes nomes da indústria de Hollywood. 

Nascida em Nova Orleães mas criada em Nashville, a atriz começou a carreira como adolescente, quando se estreou em 1991 em “O Homem da Lua”. Já ganhou um Óscar de Melhor Atriz, pelo papel que fez em “Walk the Line”, e dois Emmys enquanto produtora.

Se estiver à procura de novidades nas plataformas de streaming (e não só), carregue na galeria.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA