cultura

Cláudia Semedo protagoniza peça sobre abandono escolar, em Algés

O espetáculo está em cena no Teatro Municipal Amélia Rey Colaço até 11 de maio. O bilhete custa 12€.
É uma coprodução da Companhia de Actores.

“As coisas que fazemos e dizemos uns aos outros podem parecer pequeninas mas têm consequências gigantes”. É desta premissa que parte o conceito da peça “ZERO.PONTO.ZERO”, em cena no Teatro Municipal Amélia Rey Colaço, em Algés.

O espetáculo é uma coprodução do coletivo Sou Quarteira, com o grupo da casa, a Companhia de Actores. A performance, que conta com interpretação de Cláudia Semedo, procura ser ponto de partida para se refletir e dialogar sobre a taxa de abandono escolar, sobretudo na região do Algarve, onde é elevada.

“Convidamos os espectadores a entrarem num zeptosegundo. Um zeptosegundo é a bilionésima parte de um bilionésimo de segundo. É a medida mais curta de tempo que existe. É também a medida de tempo que a Pioneira 0.0. demorará a abandonar a escola. Caso assim o decida. Estamos no momento zero, com ela, presos na partícula de tempo onde tudo pode acontecer”, diz a sinopse da peça. 

Uma “proposta teatral arrojada e necessária”, como caracteriza a Companhia de Actores, com texto e encenação de Ana Lázaro. O cenário esteve a cargo de Pedro Azevedo, os figurinos são de Rita Moniz Pereira, a música original de André Gravata e a direção técnica de Sérgio Gaspar.

A primeira fase de apresentações do espetáculo já arrancou no Teatro Municipal Amélia Rey Colaço, em Algés, onde o público poderá descobrir os contornos deste universo, para depois se seguir para o seu berço, Quarteira. O plano é levá-la também a outras zonas do País. 

Desta forma, pode assistir à peça, classificada para maiores 12 anos, até dia 11 de maio, às sextas e sábados, às 21 horas. Tem a duração de 45 minutos. Os bilhetes custam 12€ e pode adquiri-los online. Para reservas pode contactar o número 919 714 919 ou o email cda.reservas@nullgmail.com.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA