cultura

Cinemas podem voltar a abrir com todas as filas ocupadas

A ministra da Cultura revelou esta terça-feira, 26 de maio, as condições em que estas salas poderão voltar a receber clientes.
Já tínhamos saudades das pipocas.

O regresso aos cinemas e salas de teatro está mais próximo do que nunca. Ao fim de dois meses encerrados, já são pelo menos conhecidas as regras que terão que ser implementadas para a reabertura, que poderá acontecer na segunda-feira, 1 de junho.

Desde logo, o uso de máscara é obrigatório, mas a afirmação mais improvável é mesmo a garantia de que todas as filas poderão ser ocupadas. Tanto teatros como cinemas terão que cumprir a regra de lugares marcados, sempre com “um lugar de intervalo entre espetadores, exceto se forem coabitantes”, explicou a ministra à “Lusa”, citada pelo “Expresso”.

Será igualmente exigida a desinfeção e higienização dos espaços e, nos teatros, é necessário garantir uma distância de dois metros entre a boca de cena e a primeira fila.

Nos eventos ao ar livre, a máscara deixa de ser obrigatória, embora os espaços tenham de ser delimitados, para que haja pelo menos 1,5 metros de distância entre pessoas.

tags: cinema, Cinemas, coronavírus, covid-19, filmes, oeiras

outros artigos de cultura

mais histórias de Oeiras