cultura

As atividades para miúdos nas bibliotecas municipais não param em agosto

Há diversas iniciativas lúdicas e pedagógicas para diferentes idades. São totalmente gratuitas, só tem de se inscrever.
Imagem: Bibliotecas Municipais de Oeiras.

A rede de Bibliotecas Municipais de Oeiras — que inclui os espaços de Algés, de Carnaxide e de Oeiras — é bastante dinâmica. Ao longo de todo o ano, existem várias atividades para os leitores. E em agosto não é diferente. As portas continuam abertas para quem quiser requisitar livros e, ainda que com menos frequência, as iniciativas culturais, lúdicas e pedagógicas continuam a acontecer, principalmente as que são destinadas aos miúdos. 

Com as escolas fechadas, as bibliotecas acabam ser espaços de convívio e aprendizagem, em tardes bem passadas. Os miúdos podem ir acompanhados dos pais, avós, tios, qualquer familiar com disponibilidade, mas não se esqueça de que tem sempre que realizar uma inscrição prévia.

Todas as atividades são totalmente gratuitas, mas limitadas à lotação das salas. No dia 18 de agosto, quinta-feira, a Biblioteca Municipal de Carnaxide promove uma oficina chamada “Lar, doce lar”. O objetivo da atividade passa por construir um livro que se transforma numa casa. Poderá ser uma casa de campo, uma casa na árvore, ou até mesmo um castelo no topo de uma montanha. Os miúdos vão tem que definir quem serão os seus habitantes e que histórias irão contar.

O workshop é desenvolvido por Andreia Gomes, dinamizadora de projetos artístico-educativos, e pretende desenvolver não só as artes manuais nos mais novos, como também estimular a sua criatividade e a imaginação. A oficina começa às 15h30 e destina-se a escolas e ATL, e famílias com miúdos dos 4 aos 10 anos. Se necessitar de mais informações ou se quiser realizar a inscrição, pode ligar para o número 210977430 ou enviar email para anabela.alves@nulloeiras.pt. A biblioteca fica na Rua Cesário Verde, em Carnaxide.

No dia 23 de agosto, terça-feira, acontece mais uma oficina para miúdos, desta vez na Biblioteca de Algés. Intitulada “Interpretar e programar”, esta é uma  atividade onde os participantes irão ter que ouvir uma história, atentamente e selecionar a parte de que mais tenham gostado, para depois recriá-la através de programação. Para isso, vão aprender alguns conceitos básicos desta área tecnológica, que lhes dará, certamente, ferramentas para o futuro.

O workshop é promovido pela Teckies, uma start-up portuguesa que desenvolve atividades educativas na área da tecnologia, e destina-se a escolas e ATL’S, assim como a famílias com miúdos entre os 8 e os 11 anos. É necessário inscrição prévia, e pode fazê-lo através do número 210977480 ou dos emails vera.nunes@nulloeiras.pt e isabel.machado@nulloeiras.pt. A atividade começa às 15h30 na biblioteca que fica no Palácio Ribamar, na Alameda Hermano Patrone, na Cruz Quebrada.

Terça-feira, 30 de agosto, é dia de mais uma oficina para os mais novos. Chama-se “Riscos e Rabiscos” e vai pedir criatividade aos participantes. Terão que, com base em materiais, arranjar forma de colocar uma caneta presa ao robô para que este desenhe. Depois, terão de programá-lo para o fazer desenhar. “Será que o robô consegue ser um artista com a ajuda dos participantes?” é a pergunta que fica no ar.

Este workshop é, mais uma vez, desenvolvido pela Teckies, para miúdos entre os 3 e os 7 anos, e também destinado a escolas e ATL’s. Acontece às 15h30, na Biblioteca Municipal de Carnaxide. Pode realizar a inscrição através do número 210 977 430 ou enviar email para anabela.alves@nulloeiras.pt. 

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA