cultura

A livraria mais solidária do concelho de Oeiras reabriu com novidades e um novo nome

A Book-A-Wish é agora Associação Solidária Heróis com Capa. A 1 de novembro recebe o primeiro encontro de leitores solidários.
Para leitores solidários.

Foi, precisamente, há um ano que a New in Oeiras foi conhecer a Book-A-Wish, uma livraria solidária, situada em Linda-a-Velha, onde os livros realizam desejos. O nome, escolhido pela fundadora Sofia Gonçalves e pelas restantes madrinhas do projeto, estava relacionado com a causa que apoiavam, a fundação Make-A-Wish. O sucesso foi grande e, ao longo dos últimos meses, a ideia, que nasceu do casamento entre a paixão por livros e o espírito solidário da equipa, tornou-se algo maior. Por isso, nesta rentrée, as novidades são muitas. 

A primeira tem a ver com a própria génese da livraria. “Virámos a página e estamos prestes a iniciar um novo capítulo na nossa história: agora somos, oficialmente, uma associação sem fins lucrativos”, conta à NiO, Marta Amorim, uma das madrinhas fundadoras.

Esta mudança trouxe também a necessidade de ter um novo nome, relacionado, claro, com os livros, que são os heróis deste projeto. Agora, chama-se Associação Solidária Heróis com Capa. “Mudámos de nome porque crescemos, mais depressa do que pensávamos, e ainda bem. Mas também porque sempre tivemos vontade de ser mais do que uma livraria solidária e, para isso, precisávamos de dar este passo. A verdade é que queremos também apoiar outras causas, para além da Make-A-Wish”, refere a madrinha. 

O novo nome foi apresentado este sábado, 28 de outubro, data que marca também a reabertura do espaço. “Foi esta a razão que nos levou a adiar a abertura depois do verão”, refere, acrescentando ainda que, em breve, a livraria terá uma nova casa. Por enquanto, continua a ser no Tribus Estúdio d’Arte, no número 3 da Calçada Chafariz, em Linda-a-Velha, que a pode visitar. 

A livraria está aberta todos os sábados, entre as 14h30 e as 18h30. Por lá, estarão as madrinhas e os voluntários da Heróis com Capa, a receber todos aqueles que queiram comprar ou doar livros. Uma equipa que se dedica de corpo e alma a este projeto, que se mantém fiel à sua essência.

“Aceitamos todo o tipo de livros. Desde adultos a infantis. Contemporâneos ou mais antigos. Temos alguns da nossa infância ou do tempo dos nossos pais, alguns clássicos da literatura, e é engraçado porque, às vezes, até encontramos fotografias e bilhetes que pertenceram às famílias de quem os doou”, contaram as responsáveis à NiO. Os livros em segunda mão ganham, assim, uma nova vida. Pelo meio, funcionam como agentes para apoiar boas causas, enquanto se promove a reutilização dos mesmos. 

Seja qual for o género que goste mais de ler, nesta livraria encontra de tudo um pouco. Há categorias muito diversas, desde policiais a romances, livros de viagens, de História e Ciência, infantis e juvenis, entre muitas outras — todas bem identificadas e com algum humor à mistura. Os valores, quase simbólicos, são revertidos para fundações e instituições que a Heróis com Capa decida ajudar. 

Além disso, a livraria quer também promover e acolher eventos relacionados com a literatura e atividades socioculturais, que aproximem as pessoas entre si, e dos próprios livros. É com este propósito que a Heróis com Capa que vai passar a receber os encontros do Clube de Leitores Solidários, “Mais que Palavras”, organizado por Sara, uma das voluntárias da livraria, que criou uma página no Instagram para partilhar as suas leituras. 

O primeiro encontro vai acontecer já na manhã desta quarta-feira, dia 1 de novembro. As inscrições já se encontram esgotadas (com mais de 100 inscritos), mas não se preocupe, porque vão acontecer mais encontros, no futuro. A ideia é organizar quatro por ano (um em cada estação), com a presença de convidados especiais, como escritores, editores, etc, e pôr os leitores a partilhar e conversar sobre as suas leituras. 

O tema deste primeiro encontro é “Livros escritos por mulheres portuguesas”. O grupo convidado é o Clube das Mulheres Escritoras, representado por: Filipa Fonseca Silva, Joana Kabuki, Lénia Rufino, Lídia Praça, Mafalda Santos, Maria Bravo, Maria Francisca Gama, Rita da Nova e Rosabela Afonso.

“O Clube dos Leitores Solidários terá, como todas as nossas iniciativas, um cariz solidário e, neste caso, a contribuição é para a Associação Acreditar, com o objetivo de angariar fundos necessários para atribuição de bolsas de estudo a jovens com doenças oncológicas, cujas famílias estejam com dificuldades financeiras”, conta Marta Amorim.

Será assim nos eventos que a livraria vai realizar no futuro, ou seja, no momento da inscrição do mesmo, será feito um donativo e os participantes irão receber um vale. No dia do evento, poderão trocar esse vale por livros em segunda mão disponíveis no espaço. 

Acompanhe o trabalho da Heróis com Capa através do Facebook e do Instagram. O Natal aproxima-se e oferecer livros é sempre uma ótima ideia. Carregue na galeria para conhecer o espaço da livraria.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA