cultura

A exposição do projeto +Mulher já chegou ao Parque dos Poetas

Esteve em exibição na Fábrica da Pólvora e mudou-se para o jardim oeirense na passada quinta-feira, 24. Fica por lá até final do ano.
Pode visitá-la até final do ano.

Depois de estar em exibição na Fábrica da Pólvora, em Barcarena, a exposição, que é resultado do projeto de fotografia +Mulher, mudou-se agora para o Parque dos Poetas, em Oeiras. Na alameda do parque, junto ao anfiteatro Almeida Garrett, desde quinta-feira, 24 de novembro, estão expostas as histórias inspiradoras de dez mulheres que procuram inspirar muitas outras com a sua coragem e resiliência face às doenças e condicionantes de saúde que as acompanham.

A ideia partiu de Dai Moraes, a fotógrafa de 37 anos que, inspirada na luta contra o cancro da mãe — e do choque para a autoestima que representou o uso de um saco de colostomia — decidiu juntar a sua arte com a vontade de apoiar outras mulheres. Convidou dez mulheres com as suas marcas e cicatrizes, a participar em sessões sensuais de “boudoir” e a partilhar os seus segredos, que foram depois gravados em vídeo pela produtora Janela Discreta. São imagens que mostram estas mulheres despidas de vergonhas e preconceitos a revelar ao mundo as marcas que fazem delas quem são, únicas nas diferenças que representam a sua individualidade, tão bem captadas pela lente da fotógrafa brasileira.

O resultado foi uma exposição que foi inaugurada a 17 de setembro na Fábrica da Pólvora, e que revelou a terceira edição deste projeto. “O cancro mexe muito com a autoestima das mulheres, não só pela perda de cabelo, mas também por causa de todas as mudanças estéticas. Tive então a ideia de criar um dia que ajudasse essas mulheres a sentirem-se bem”, explica Dai Moraes. “Queria muito conseguir chegar a mais pessoas através desse trabalho de boudoir, um trabalho sensível, de empoderamento feminino, de resgate da autoestima.”

Cada um dos testemunhos traz à luz uma história de luta e dificuldades, mas também de esperança e de exemplo. Além das fotos de cada uma das sessões fotográficas, existem também QR Codes que permitem ver os vídeos de cada um dos testemunhos. A exposição fica pelo Parque dos Poetas até 31 de dezembro.

Carregue na galeria para conhecer a exposição e espreitar como foi a inauguração, em setembro, na Fábrica da Pólvora. 

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA