compras

A Vintage Bazaar começou as promoções — e queremos tudo no nosso closet

Pode encontrar as peças online ou nas lojas físicas, incluindo a de Santo Amaro de Oeiras. Aproveite as mid season sales.
O padrão floral é uma das propostas para este verão.

Sabemos que o mundo da moda é cíclico e que as tendências de décadas passadas continuam a inspirar as marcas modernas. É o caso da Vintage Bazaar que, com o seu estilo boémio chic, chegou ao mercado em 2007 sob influência dos anos 70.

Desde então a loja que vendia peças multimarca criou a sua marca própria e não demorou muito a conquistar clientes fiéis, que hoje em dia começam logo a arranjar espaço no armário sempre que sai uma nova coleção. É que desde os vestidos – a grande imagem de marca da Vintage Bazaar – até às camisas, tops e calças, todas as peças criam looks elegantes, que fazem as mulheres sentirem-se mais bonitas e confiantes.

O primeiro showroom surgiu em Santo Amaro de Oeiras, onde é hoje a primeira loja da marca. Seguiram-se as lojas do Chiado e do Porto e, agora, 15 anos depois, a marca está bem estabelecida no mercado, mantendo as clientes mais antigas e ganhando novas fãs todos os anos – ou todas as quinzenas. A Vintage Bazaar decidiu seguir um plano de vendas próprio: permite às clientes o acesso quinzenal a coleções de entrega imediata.

Sempre atenta às tendências e aberta a novos desafios, desta forma, a marca apresenta de forma regular novas peças, num mercado com consumidores ávidos por novidades, principalmente quando começa uma nova estação. Neste momento, a mais recente é a linha Guincho.

As coleções de verão deixam qualquer mulher a sonhar com passeios ao ar livre, com longos dias de praia ou com festas ao pôr do sol. E, por terem novidades a cada 15 dias, há também promoções com maior frequência, para satisfações das fãs da marca.

No passado dia 6 de junho começaram, oficialmente, as mid season sales da Vintage Bazaar, com 30 por cento de desconto numa seleção de peças que vão desde vestidos, a camisas e calças. Não há data para terminar, pois depende do stock existente. Encontra as peças em promoção no site da marca, assim como nas lojas físicas, onde é colocado um charriot específico com as peças que fazem parte deste grupo.

“Nestas mid season sales temos peças variadas de coleções desde o início do ano. A Vintage Bazaar é uma marca muito dinâmica e como temos coleções novas de 15 em 15 dias, vamos sempre acrescentando novas peças às promoções”, garante Rita Lacasta, diretora geral da empresa e responsável comercial, em conversa com a NiO.

A responsável deixa também um conselho “Se virem alguma peça que gostem, não percam tempo, porque temos algumas que esgotam muito rápido”. Há vestidos étnicos, outros mais simples, com diferentes padrões, diversas cores, uns mais curtos, outros mais compridos, que vão certamente agradar a todos os gostos. Pode compor os looks com acessórios que já tenha em casa e, acredite, vai chamar a atenção por onde quer que passe.

Uma marca de espírito livre que é um conceito de lifestyle

Por trás de uma grande marca, há sempre um grande empreendedor, neste caso, uma empreendedora chamada Patrícia Nunes Pereira. Muito marcada pelas influências dos anos 70 e por um universo estético e cultural bastante eclético – filha de uma vintage colector e de um aventureiro, como a própria descreve – Patrícia começou a estudar Direito mas rapidamente percebeu que não seria esse o seu caminho e decide dedicar-se à sua verdadeira paixão, a Moda.

Assim, nasceu em 2007 a Vintage Bazaar, em Santo Amaro de Oeiras, numa antiga mercearia de bairro, neste que era o seu próprio bairro. Patrícia cresceu naquela zona e nada teria mais sentido que abrir ali o primeiro showroom da marca, onde é hoje a sua primeira loja. Esrá também presente no Chiado, em Lisboa, e no Porto, além de um showroom sazonal que tem neste momento na Comporta.

“Orgulho-me de fazer parte de uma nova cultura de comércio de rua, que preserva a história e tradição, onde o detalhe, a atenção e o cliente têm o papel principal”, afirma Patrícia, no site da marca.

A Vintage Bazaar assume-se como uma marca de moda free-spirited, com um conceito de modern bohemian, que pretende inspirar quem entra no seu mundo. “Uma marca deve fazer sonhar”, podemos ler no site, onde a fundadora afirma “Tenho imensas e variadas influências, não gosto de rótulos, mas identifico e revejo a marca no chic boémio parisino, no groove californiano, na batida de Ibiza e na luz de Bali”.

Carregue na galeria para conhecer algumas das peças da Vintage Bazaar que estão neste momento em promoção. 

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA