compras

Portugueses criam máquina de barbear infinita que está a ser vendida em todo o mundo

A Tatara Razors já chega aos EUA, Rússia, África do Sul e Taiwan. Agora, querem conquistar o mercado nacional.
Estudaram Engenharia Mecânica no Porto.

Só nos Estados Unidos da América, foram produzidas dois milhões de máquinas de barbear e recargas descartáveis no ano passado. “A maioria destas recargas acaba em aterros e até nos oceanos e lá continuam por séculos”, começa por explicar João Gomes. Luís Oliveira e André Guimarães são os amigos com quem fundou a Tatara Razors, uma startup portuguesa que desenvolveu um produto que está a ajudar a solucionar este problema.

O que propõem é uma máquina de barbear com um sistema de ajuste único, que pode ser usada infinitas vezes. Tem um design minimalista e oferece as vantagens de uma engenharia moderna, conjugando diferentes variáveis para garantir uma maior precisão de corte, conforto e suavidade ao barbear.

A startup está incubada na UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto desde 2016, depois dos três amigos se inscreverem e serem selecionados. “Tentámos fazer sempre isto fora de horas”, revela à NiT João. 

Com a startup em incubação, mantiveram os seus postos de trabalho e João até teve uma experiência profissional na Bélgica, que chegou ao fim no ano passado. “As pessoas começaram a comprar muito online e nós não conseguíamos dar vazão aos pedidos”, recorda. Em outubro de 2020, despediu-se e passou a dedicar-se ao projeto a tempo inteiro.

“Estivemos a crescer de forma sustentável desde 2017, mas 2020 foi o melhor ano para nós. Vimos um grande aumento de vendas em abril, na altura do primeiro confinamento.” Segundo o responsável, a faturação duplicou no ano passado.

As máquinas da Tatara Razors são embaladas numa caixa de cortiça natural e criadas com materiais nobres como o inox, sendo acabadas à mão para extinguir todas as marcas de maquinação e suavizar todas as bordas. Por fim, são ainda sujeitas a um tratamento manual de jato de areia, peça por peça, para obter uma coloração mate e um aspeto suave.

A qualidade e durabilidade das Tatara Razors, contam os responsáveis, são aquilo que confere ao produto uma sustentabilidade incomparável com as máquinas de lâminas descartáveis. As máquinas custam desde 149€, mas o custo é rapidamente amortizado: “Comparando o custo das lâminas usado na nossa máquina (que é cinco cêntimo por unidade) com as máquinas descartáveis mais vendidas da Amazon (2,09€ com assinatura), o retorno do investimento acontece após um ano de utilização”, reforça o cofundador.

João, Luís e André nasceram em 1990 e licenciaram-se em Engenharia Mecânica pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Os seus conhecimentos em fundição, maquinação, laser e prototipagem rápida foram essenciais para lançar este projeto, que já conta com duas máquinas e dois pincéis de barbear.

tatara razors

Os produtos são 100 por cento desenvolvidos e produzidos em Portugal e já chegam a países como os Estados Unidos da América, Rússia, África do Sul, Taiwan, Singapura, Itália e Reino Unido (estes dois últimos são os maiores mercados na Europa).

O foco das vendas tem sido maioritariamente internacional — é por esse motivo que o site está em inglês. No entanto, o crescimento rápido levou a UPTEC a desafiá-los para comunicarem o projeto em Portugal e, assim, impulsionarem o crescimento no mercado nacional.

Para já, João é o único dedicado a tempo inteiro à Tatara Razors. Ao final de um dia de trabalho, André e Luís juntam-se a ele para investirem também algumas horas no projeto. “Temos as nossas namoradas, mas elas percebem”, comenta João, divertido.

Têm como plano avançar com o lançamento de um aftershave 100 por cento natural de pedra Alum e uma taça de barbear, assim como uma máquina de barbear com um sistema patenteado. Mais tarde, querem também desenvolver um sabonete. “Nos próximos anos, iremos lançar também uma body razor para todo o corpo e para o público masculino e feminino”, revelam.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA