compras

Os lenços delicados da marca My Name is Rose são para as apaixonadas por rosas

Com base nas memórias de infância, Rosa Maria Fonseca lançou um projeto baseado no acessório que tem múltiplas funções.
É uma das peças mais versáteis do armário.

My Name is Rose, o novo negócio de acessórios nacional, poderia ser resumido pelo tema “La Vie En Rose” e ao mesmo tempo, faz-nos lembrar alguns ícones da década de 50, como Grace Kelly e Jacqueline Onassis. Os lenços que estas divas tanto apreciavam, definem os contornos de um projeto que assume a delicadeza do passado para alcançar uma proposta contemporânea. A marca nasceu a 14 de setembro e as memórias são o seu principal pilar.

Rosa Maria Fonseca é a mulher por detrás da insígnia, que é o resultado de meses de trabalho e uma vida de inspiração. Para criar a sua própria marca, a criativa na casa dos 50 anos, e que trabalhou toda a vida na arte da joalharia, queria transportar as memórias e sensações da infância para um novo patamar.

“[A joalharia] era uma área muito criativa, mas precisei de tomar uma decisão e mudar”, conta a empreendedora, sobre a necessidade de explorar novos horizontes e descobrir novas possibilidades. Encontrou neste acessório — que pode ser usado em diferentes stylings  — uma maneira de trabalhar um gosto pessoal: “Pessoalmente, uso [os lenços] de diversas formas, porque me transmitem conforto”.

Como o nome indica, a paixão pelas flores, sobretudo pelas rosas, é o principal motor do projeto. Ao longo da vida da fundadora, tudo a levou em direção a esta que é uma das flores mais populares no mundo, começando pela relação com os pais.

“Nos momentos de confinamento, veio-me ao pensamento uma rosa em papel que ofereci à minha mãe, muito bonita, e que se manteve durante muitos anos no quarto dela. Por vezes, até a perfumávamos”, revela. Ao mesmo tempo, quando o pai era emigrante, enviava-lhe postais “muito bonitos e manuscritos” com rosas, outra das referências que levaram a artista a desenvolver um projeto que não pode ser descrito de outra forma que não seja com recurso ao adjetivo delicado.

Idealizadas pela criadora, as peças são desenhadas por uma ilustradora com a qual colabora e a quem passa a mensagem inspirada na natureza. A parte da sublimação acontece através de um processo digital, com tintas de água. Quanto à produção, totalmente nacional, é realizada em fábricas no norte do País.

Para a primeira coleção, que funciona como um bilhete de identidade, o processo foi demorado e baseado em muitas ilustrações e desenhos. O resultado são sete lenços e três acessórios para os mesmos. Os padrões são inspirados, claro, nas flores.

“O meu objetivo é manter sempre a rosa, porque ao longo da minha vida, aparecia-me de forma recorrente em perfumes e sabonetes”, conclui. Independentemente da área que se proponha a seguir, o elemento estará sempre presente, mesmo que discreto.

Os lenços estão disponíveis no site da My Name is Rose e custam 44€ cada. Carregue na galeria para descobri-los.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA