compras

O outlet de Algés com peças da Inditex até 10€ está de volta (e pode vender)

O Loving Home Market vai decorrer no próximo fim de semana, entre as 9 horas e as 12h30.
A entrada é livre.

“Visto que estamos na era do minimalismo, que somos diariamente confrontados com a ideia de combate ao desperdício e do excesso de materialismo, porque não habituarmo-nos a uma economia circular onde todas as partes ficam a ganhar?” Foi este o desafio que Laura Silva, de 27 anos, e Mariana Ribeiro, de 25, lançaram quando criaram o Loving Home Market.

Este outlet com roupa da Zara, Pull&Bear, Stradivarius, Massimo Dutti, Bershka, Oysho e Uterqüe, entre muitas outras marcas da Inditex (e não só), está de regresso e promete vender cerca de mil produtos em segunda mão (e em ótimo estado) com preços que nunca ultrapassam os 10€.

“A ideia inicial era apenas fazermos uma feira com o objetivo de escoar as peças do nosso roupeiro. Contudo, a adesão foi tão explosiva que resolvemos pedir roupa às nossas amigas e colegas de trabalho, de modo a termos stock mais do que suficiente para os eventos seguintes”, explicam as amigas à NiT.

Depois de uma primeira edição com cerca de 150 pessoas, o outlet está de volta para o quinto evento este fim de semana, a 14 e 15 de novembro, com entrada livre. Por causa das restrições impostas pelo governo para travar a pandemia, vai realizar-se entre as 9 horas e as 12h30 de sábado e domingo. 

Mais uma vez, volta a decorrer em casa das organizadoras, que fica na Avenida dos Bombeiros Voluntários de Algés, em Oeiras. De forma a evitar aglomerados, todos os visitantes terão de fazer marcação prévia para aparecer. Pode enviar uma mensagem para o WhatsApp (915 581 629) ou pela conta de Instagram do Loving Home Market.

“Não há nada melhor do que sairmos à rua e vermos uma cliente nossa, a caminhar toda contente com as nossas botas”, referem Laura e Mariana. Para conseguirem levar as peças baratas a mais pessoas, decidiram lançar uma novidade: agora, os clientes também podem vender peças usadas e fazer dinheiro “sem se levantarem do sofá”.

Quem tiver interesse em ter uma banca deve enviar um email para lhm@nulloutlook.pt com fotografias das peças que quer vender, de modo a agilizar o processo. Depois da avaliação e verificação do bom estado das peças, as mesmas podem ser enviadas por correio ou recolhidas pelas organizadoras no distrito de Lisboa.

“Aceitamos todo o tipo de peças, incluindo calçado, carteiras e bijuteria, excluindo apenas roupa íntima. Após a receção das peças, as mesmas são numeradas para efeito de inventário e etiquetadas. Depois de terminado o evento — e feito o apuramento do valor correspondente a cada fornecedor — o mesmo é pago por MB Way ou transferência bancária, dois dias após a conclusão da feira”, explicam.

A avaliação é feita por elas, sempre dentro do preçário fixo entre 1€ e 10€. Os lucros são depois divididos com as clientes em 50/50 — isto é, recebe de volta metade do valor por que as suas peças forem vendidas. 

Laura e Mariana estudaram Gestão e Marketing, a primeira no ISCTE e a segunda está a terminar o curso na Universidade Lusófona de Lisboa. É nessa área que trabalham também a full time na mesma empresa. “Ambas somos grandes apreciadoras de arte, pelo que ambas estudámos música”, contam, revelando que Laura tem ainda um projeto artístico dentro dos estilos jazz, pop e R&B. Com o nome artístico Laura Azená, lançou o seu último álbum, “Pago para Ver”, no início do ano em Taiwan.

Sobre o mercado, sublinham o lado social. “Temos sólida consciência que este projeto encaixou perfeitamente na atual conjuntura. Muitas vezes recebemos feedback em tom de agradecimento, tal como ‘este mercado surgiu na altura certa. A minha filha está agora a ingressar na faculdade, pelo que de outra maneira, não lhe poderia comprar as pecinhas de que ela tanto fala e precisa’.”

No entanto, também destacam outro tipo de clientes, com preocupações ambientalistas e que aparecem no evento com os próprios sacos de pano.

A seguir, carregue na galeria para conhecer também algumas peças de inverno que pode comprar nos saldos da Lefties por menos de 19€.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA