compras

Mesmo à Mão: a nova marca oeirense para quem gosta de brincos coloridos e vistosos

A artesã Filipa Ladeiro faz também pedidos personalizados. No início de dezembro, lançou a coleção de Natal e um novo site.
Vistosos e elegantes.

Em 2022, a vida da oeirense Filipa Ladeiro, então com 47 anos, sofreu uma reviravolta. Perdeu a mãe, adotou uma criança com três anos (que veio completar a família já com uma filha mais velha), e, depois da licença de adoção, quando regressou ao trabalho, na área de Recursos Humanos, percebeu que essa carreira já não a satisfazia. Pôs literalmente as mãos na massa, neste caso de argila cerâmica, e começou uma nova vida como artesã. 

O projeto Mesmo à Mão foi lançado em abril deste ano. Desde então, Filipa nunca mais parou. É ela que faz tudo, a partir do seu atelier caseiro, em Oeiras. Pesquisa as tendências, escolhe os modelos, formatos e cores, produz as peças, trata das encomendas e ainda gere as redes sociais. Mas não se queixa, está feliz. 

“Sempre tive esta pretensão de fazer artesanato. Já era um passatempo antes, fazia macramé. E tinha sempre o objetivo de, um dia, trabalhar para mim”, conta Filipa à New in Oeiras. “Comecei a fazer formação e percebi que era capaz de pôr em prática o que idealizava”. 

Ideias não lhe faltam e confessa que a inspiração lhe chega de várias formas, para criar os brincos de cerâmica plástica. “Há muita coisa que vejo na rua e depois vou experimentando. Também vou muito a feiras. Durante a formação, adquiri um livro sobre conjugação de cores, algumas que nunca tinha pensado juntar, experimento e adoro o resultado final”, afirma a artesã. 

Quem gosta de brincos grandes, com cores vibrantes e que atraem olhares por onde quer que passem, vai ficar encantado com o catálogo da marca. Dependendo do modelo, podem ser usados no dia a dia, para completar looks mais simples, ou como o detalhe especial de um outfit de festa.

“Já fiz brincos para casamentos, a partir da imagem dos vestidos que as clientes vão usar, de forma a conjugá-los. E já usei cores que não adoro, também a pedido das clientes”, conta Filipa, que tenta sempre dar resposta aos desafios propostos.

Para a quadra natalícia, a Mesmo à Mão lançou uma coleção especial com as cores da época e algum brilho. Dependendo do tamanho, da quantidade de material utilizado e do tempo que demoram a fazer (já que há peças com contornos mais elaborados), os preços dos brincos variam entre os 6€, 8€, 10€ e 12€. 

Além deste tipo de acessórios, Filipa dedica-se também a produzir colares de dois tipos diferentes: com corda de algodão e de cordão trançado. Neste caso, os valores vão dos 10€ aos 15€. 

Pode encontrar as peças da marca na loja online, acaba de lançar e mesmo a tempo das encomendas de Natal. A Mesmo à Mão está também presente na loja oeirense Casa de Campo, situada no centro histórico de Oeiras, e ainda em diferentes mercados em que vai participando. O ideal é seguir a página de Instagram onde são partilhadas todas estas informações.

Carregue na galeria para conhecer melhor as peças artesanais da marca. 

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA