compras

Maracuiá: os padrões africanos estão de volta para aquecer os dias frios

ZURI, lançada a 1 de novembro, é a mais recente coleção da marca oeirense. Tem camisas e camisolas de edição limitada.
Aposte nas cores vibrantes.

Se gosta de roupa diferente do que vê à venda nas grandes lojas, é fã de peças coloridas e padrões étnicos e, principalmente, se prioriza as compras nas marcas locais, certamente já conhece a Maracuiá. O projeto nasceu em 2020, como uma loja online de peças de roupa e acessórios de inspiração africana. 

Por trás deste lançamento está Joana Centeno, luso-angolana de 33 anos, que decidiu criar peças feitas a partir de capulanas, isto é, tecidos africanos com padrões coloridos, pelos quais se apaixonou quando foi viver para África. Licenciada em Serviço Social e Política Social, viveu em Angola, até se mudar para Moçambique (onde trabalha numa agência de comunicação) e é lá que tudo acontece.

Tinha a ideia desde 2013, mas só sete anos depois conseguiu pô-la em prática, com a ajuda de costureiros e artesãos moçambicanos que dão vida às peças, através dos seus designs. Desde que surgiu, a marca já habituou as clientes à originalidade das suas criações que vão desde vestidos, a camisas, saias e tops.

O resultado são coleções únicas, com designs exclusivos e irreverentes, para mulheres que gostam de marcar a diferença e não têm medo de usar cores e padrões chamativos. Expressar a personalidade através da roupa que se veste é, sem dúvida, um símbolo de mulheres fortes e determinadas, mas também românticas e sonhadoras, e na Maracuiá há peças para todas elas. Também os acessórios, como os brincos, produzidos pela própria Joana, não passam despercebidos em nenhum look. 

A marca tem vindo a surpreender a cada coleção, pela originalidade e versatilidade das peças, e na de outono/inverno não é diferente. ZURI, lançada no dia 1 de novembro, “marca uma nova etapa na história da marca e promete mostrar também a maturidade que foi conseguida ao longo destes dois anos de existência”, explica Joana à New in Oeiras. 

Segundo a fundadora da marca, o nome da coleção significa “bonita”. “Foi algo espontâneo de que me lembrei, depois de ver o primeiro protótipo da sweater branca”, refere, uma das peças recém lançadas. A verdade é que no inverno, por vezes, é difícil escolher o que vestir. Queremos estar quentes e confortáveis, ao mesmo tempo que também queremos sentir-nos bonitas, com peças elegantes e que tenham sempre um toque que marque a diferença. Com as novas camisas e camisolas da Maracuiá, isso é possível. 

“Este ano decidimos explorar peças adaptadas que funcionam no inverno em looks mais descontraídos, como é o caso das sweaters, que estão a ser um enorme sucesso. Decidimos que todas as peças desta coleção seriam limitadas, por isso temos um stock muito reduzido, de forma a garantir a exclusividade de quem as compras”, revela a responsável à NiO. 

Com preços entre os 27,90€ e os 35€, ter uma destas peças originais está à distância de um clique. Pode encontrá-las na loja online da marca e não deixe de seguir também a página de Instagram e Facebook da Maracuiá para ficar a par das novidades — já que há surpresas a chegar, segundo a marca. 

Com o Natal aí à porta, pode sempre oferecer uma peça de roupa, um par de brincos ou até uma clucth da Maracuiá a alguém especial ou, então, dar um Vale Presente no valor de 25€ para compras na marca. 

De seguida, carregue na galeria para conhecer algumas das peças da nova coleção ZURI.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA