compras

Empresa que faz as entregas do Pingo Doce e o Lidl contratam mais pessoas

Como há muitas encomendas, os supermercados querem garantir que os clientes recebem todos os bens essenciais.
Não vão faltar os bens essenciais.

Por causa do surto de Covid-19 no nosso País, as encomendas nos sites dos supermercados e a afluência às lojas tem aumentado bastante. Em Oeiras não é exceção. Por isso, o Lidl e a empresa que fornece produtos aos Pingo Doce vão contratar mais trabalhadores.

Para que não falte nada nas prateleiras e seja feita a reposição dos produtos de forma eficiente, o Lidl vai contratar mais 500 funcionários. Segundo o “ECO“,  a cadeia está também em contacto com fornecedores para garantir o fornecimento de bens essenciais e está a reforçar as medidas de higiene e segurança em todos os espaços para prevenir o contágio pelo novo coronavírus.

Já a empresa que garante as entregas do Pingo Doce, o Mercadão, vai contratar entre 200 a 300 pessoas para dar resposta a um aumento significativo das encomendas online. 

Em declarações à “TSF“, o diretor executivo do Mercadão, Gonçalo Soares da Costa, refere que a equipa de cerca de 150 pessoas “não é suficiente para fazer face aquilo que tem sido a procura extraordinária” que está a ser registada neste momento.

tags: coronavírus, covid-19, emprego, lidl, oeiras, pingo doce, supermercados

outros artigos de compras

mais histórias de Oeiras