compras

A Cor de Lua tem as melhores propostas de joalharia de autor para este Natal

A marca da oeirense Catarina Churro está disponível numa loja online. Tudo é feito à mão e com pedras.
Dão óptimos presentes.

Tudo começou na Escola Artística António Arroio. Catarina Churro ia para o nono ano e optou por um curso profissional. “No primeiro ano podíamos experimentar vários ofícios. Fiquei indecisa entre fotografia e ourivesaria. Acabei por optar pela segunda”, conta Catarina Churro à New in Oeiras.

O secundário foi feito a aprender a arte da ourivesaria. “Depois arranjei trabalho numa ourivesaria tradicional.” Seguiram-se trabalhos na área, bem como no setor administrativo.

Na alta joalharia, Catarina focou-se no ouro e nas pedras preciosas, mas após tantos anos a criar peças que lhe eram pedidas, optou por descobrir o seu próprio cunho. “Em 2015, decidi criar a Cor de Lua e a minha identidade.”

Essa identidade traduz-se em linhas suaves e na utilização de pedras. Criou uma loja online, participa regularmente em mercados (como os Artistas no Bairro) e tem peças em algumas concept stores em Lisboa e Cascais, e na plataforma Etsy.

“Adoro criar. Olho para cada peça como se fosse uma folha em branco. E é uma profissão que tem muito a ver comigo. É preciso calma e sossego para este trabalho criativo e de reflexão, gosto muito. É quase como a cerâmica. Vamos criando uma peça que estamos a imaginar”, refere a artista de 46 anos.

Catarina Churro é de Caxias e é lá que tem feito as suas peças, numa oficia em sua casa. Antes da pandemia, tinha um atelier que está temporariamente encerrado, até que os mercados regressem.

De seguida, carregue na galeria e conheça melhor do trabalho da artista e respetivos preços. As suas peças darão certamente óptimos presentes de Natal.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA