compras

13 saias compridas que até as baixinhas podem usar nos próximos meses

Os modelos maxi são os aliados certos para ganhar uns centímetros extra. Selecionámos algumas propostas para esta estação.
De vários estilos, cores e marcas.

Apesar de ter apenas 1m56, Stevie Nicks não largava as saias maxi durante os anos 60. Dentro e fora do palco, a artista inspirava milhões de pessoas — sobretudo as mais baixas — a adotarem a peça controversa. Como usava tantas vezes estas propostas que chegavam aos pés (ou que podiam mesmo a ultrapassá-los), deixou-nos a lição: a altura não tem de ser um problema.

Apesar deste legado da vocalista dos Fletwood Mac, ainda há muita gente que se enche de inseguranças na hora de experimentar estes desenhos. Felizmente, à medida que os dias quentes se aproximam, os catálogos das marcas não têm apenas saias curtas, também existem dezenas de propostas mais compridas que podem favorecer as mulheres.

Este ano, as silhuetas volumosas de popelina de algodão e os estilos transparentes foram o destaque nas coleções da Prada ou da Comme Des Garçons. Enquanto a Erdem e Stella McCartney seguiram pelos estilos florais, a Balmain aliou o comprimento ao clássico polka dot ou a versões mais coloridas da silhueta.

É impossível ignorar: as maxi skirts são uma das trends do momento. Se antigamente eram consideradas conservadoras ou antiquadas, essa visão está mais do que ultrapassada. Muitas mulheres adoram combinar estas peças com sandálias ou sapatilhas. Porém,nem sempre é fácil encontrar o modelo perfeito — sobretudo para quem tem menos de 1m60.

Existem vários mitos sobre quem pode usar uma saia mais comprida que deve ignorar. Com o styling adequado, uma saia comprida ajuda mesmo a alongar visualmente a silhueta. Optar por um modelo de cintura subida é um dos truques infalíveis, não só para disfarçar inseguranças, mas para criar a ilusão de que tem mais uns centímetros. O motivo? As pernas vão parecer mais longas.

Usar um look monocromático, independentemente do tom, ajuda sempre a criar a ilusão de que uma mulher é mais alta. Este fenómeno é ainda mais otimizado através de tons escuros, como o preto ou o azul-escuro. Neste caso, cria um efeito adelgaçante que favorece as silhuetas plus-size.

Pode ainda apostar em peças com um detalhe que se tornou um elemento básico da moda. As aberturas laterais ajudam a alongar a estatura, porque focam o olhar verticalmente e ajudam a criar a ilusão de que o corpo é mais esguio e longo, sobretudo se for um corte mais expressivo.

As peças que usa para completar o look também não devem ficar esquecidas. A parte de cima, seja uma blusa, uma camisola ou uma camisa, devem ser colocadas sempre por dentro. Assim, não cortam a silhueta abaixo da cintura e ajudam a equilibrar as proporções, diminuindo o comprimento do tronco e prolongando as pernas. Outra alternativa, com um efeito semelhante, é apostar em casacos mais curtos. 

Carregue na galeria para descobrir a seleção de saias compridas que pode acrescentar ao armário.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA